Os sabores do Japão no interior de São Paulo. Em Vinhedo

•Abril 25, 2019 • Deixe um Comentário

Bandeiras do Japão e do Brasil

Nos fins de semana de 11 a 12 e 18 a 19 de maio, Vinhedo, município situado a 75 km da capital paulista, vai sediar o 10º Festival do Japão. A iniciativa, que já é bastante tradicional e integra o calendário oficial de eventos da cidade, tem como objetivo propagar a cultura do país asiático e fomentar o intercâmbio social, cultural e econômico entre Vinhedo e o Japão.

Este ano, Vinhedo está comemorando seu 70º aniversário. Por isso, a programação do evento está ainda mais caprichada. Ela inclui exposições, apresentações de Taiko, Cosplay e shows típicos e de grupos folclóricos. Também disponibilizará aos visitantes uma área gastronômica com diversos pratos da culinária japonesa e estandes de vendas de produtos.

Festival do Japão.jpg

O festival do Japão cresce ano a ano (em 2019, são esperadas mais de 25 mil pessoas nos quatro dias de sua duração) e hoje é um dos principais eventos não apenas de Vinhedo, mas de toda a região. Recebe milhares de visitantes de diferentes cidades e ajuda a movimentar a economia local, além de ser uma das festas mais aguardadas do ano.

Yukie integrante do grupo Awa Odori RepresaYukie, do Grupo Awa Odori Represa, em apresentação na edição anterior do evento. 

 

O festival é uma realização da ACE Nikkey de Vinhedo, com o apoio da prefeitura municipal. Anote o endereço: Parque Municipal Jayme Ferragu, Avenida Apparecida Tellau Seraphim.  Dias 11 e 18 de maio, das 10 às 22 horas. Dias 12 e 19 de maio, das 10 às 17 horas. O ingresso pode ser trocado por um quilo de alimento não perecível, que será doado às instituições de caridade locais.

Hospedagem – Para quem pretende curtir a festa e quer dar uma esticadinha na cidade, uma dica é hospedar-se no Vinhedo Plaza Hotel. Lá, o turista tem à disposição 85 apartamentos, todos equipados com cofre, TV a cabo, telefone, frigobar, aquecimento central, internet e ar-condicionado, além de isolamento acústico.

Piscina

Para o lazer, o empreendimento dispõe de três piscinas: infantil, adultos e uma adaptada para pessoas com necessidades especiais. Oferece ainda bar de piscina, sauna úmida, playground, brinquedoteca, quadra de tênis, restaurante e quiosque para churrascos, além de quatro salas de eventos com capacidade para acomodar mais de 300 pessoas.

Tênis

Recentemente foram inaugurados novos apartamentos de categoria superior, que incluem TV Smart 46’ e cafeteira Dolce Gusto, com duas cápsulas cortesia por dia por apartamento. As diárias estão com preços promocionais, saindo a partir de R$ 270 para o casal, com o café da manhã.

Quarto.jpg

Quem pretende leva seu animalzinho de estimação conta com modernos bangalôs que comportam até cinco pessoas, no valor de R$ 550 a diária, incluindo café da manhã. Nessas acomodações, o hóspede pode levar o seu pet, acrescendo R$ 50 no valor da diária. O hotel não cobra estacionamento nem taxa de serviço.

Mais informações: (19) 3886 6020 ou www.vinhedoplazahotel.com.br.

 

Fotos: Divulgação do Festival do Japão Vinhedo e do Vinhedo Plaza Hotel

Anúncios

Aproveite a Semana Santa e vá conhecer Puerto Iguazú

•Abril 12, 2019 • Deixe um Comentário

Agência especializada em experiências de alto padrão está disponibilizando um roteiro de três dias para viajantes que desejem conhecer o lado argentino das Cataratas do Iguaçu.

Puerto Iguazú - Wikimedia

 

Destino ideal para curtir feriados curtos, como a Páscoa, Puerto Iguazú, na Argentina, é a aposta da agência de turismo L’Espace Tours para a temporada. O lado argentino das Cataratas do Iguaçu apresenta paisagens naturais exuberantes e um dos mais impressionantes conjuntos de quedas d’água do planeta. É uma viagem que impressiona por suas belezas naturais e também pelo nível de excelência de suas acomodações.

L'Espace Tours - Awasi Iguazu - Master Villa - Foto  Evan Austen.jpgMaster Villa do Hotel Awasi Iguazu. Foto: Evan Austen

 

Localizado a 20 minutos das maiores quedas d’água do mundo, o Hotel Awasi Iguazu, em Puerto Iguazú, é um endereço legal para viajantes que buscam privacidade e uma conexão especial com a natureza. Cercado pela Mata Atlântica em seu estado original, conta com 14 vilas exclusivas. Situadas às margens do Rio Iguaçu, elas foram construídas sobre palafitas, contribuindo para a preservação do ambiente de seu entorno.

L'Espace Tours - Awasi Iguazu - Crédito Susette KokPasseio do pacote oferecido pela L’Espace Tours. Foto: Susette Kok

 

Aliando a privacidade das vilas à  localização e proximidade delas com o empreendimento central, onde ficam o bar e o restaurante, o Awasi Iguazú é ainda uma boa opção para quem deseja desfrutar do melhor da Província de Misiones. Cada visitante tem um veículo 4×4 à disposição e um guia exclusivo para acompanhar nos passeios que exploram a flora e a fauna da Mata Atlântica, as ruínas jesuítas do século 18, as aldeias guaranis, as cascatas e, é claro, as famosas cataratas argentinas.

De La Fonte Restaurante - DivulgaçãoAmbiente ao ar livre,um dos espaços do Le La Fonte Restaurante. Foto: Divulgação

 

Além do restaurante do próprio hotel, com menus que levam ingredientes orgânicos, locais e sazonais, apresentados em receitas típicas latino-americanas, a região possui outras opções gastronômicas, como o De La Fonte Restaurante, com cozinha autoral do chef Matteo Lagostena, especialista em técnicas da culinária italiana e francesa.

Cultura Park - Divulgação
Aos que buscam conhecer mais sobre a cultura e o artesanato local, a sugestão é se programar para conhecer a loja Productores Mineros S.R.L, com amplo acervo de pedras preciosas, rochas e objetos regionais, além do Culturas Park, um espaço que reúne museu, entretenimento, lojas de artesanato e de joias. A experiência da L’Espace Tours custa a partir de USD 3.304 por pessoa para três noites, considerando duas pessoas viajando juntas.

Espaço das Missiones do Cultura Park - DivulgaçãoEspaço Misiones no Cultura Park. Foto: Divulgação 

 

SERVIÇO
Hotel Awasi Iguazu:- http://www.awasi.com
Restaurante Awasi Iguazu: http://awasiguazu.com/gastronomy
De La Fonte Restaurante: http://delafonterestaurant.com
Loja Productores Mineros S.R.L: http://productoresmineros.com.ar/empresa.php?m=3
Espaço Culturas Park: http://culturas-park-iguazu.webnode.es
L’Espace Tours: http://lespacetours.com.br

Lufthansa retoma voo ligando São Paulo a Munique

•Abril 9, 2019 • Deixe um Comentário

Lufthansa

Boa notícia para que costuma viajar para a Alemanha: a partir do dia 2 de dezembro, a Lufthansa volta a operar voos ligando a capital de São Paulo (SP) a Munique, na Alemanha. Ao retomar o trecho, a companhia aérea vai disponibilizar três frequências semanais a partir do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). O trajeto, pela primeira vez na América Latina, será percorrido pelo Airbus A350-900, considerada a aeronave intercontinental mais moderna e ecológica do mundo.

Com capacidade para 293 passageiros divididos em três classes sendo 48 lugares na Business Class, 21 na Premium Economy e 224 na Economy Class, a aeronave oferecerá aos passageiros novas mordomias e avançados serviços e tecnologias, como o self-service de snacks e bebidas durante todo o voo na Business Class, e um sistema de entretenimento a bordo no qual os passageiros podem utilizar seu próprio smartphone como segunda tela.

A350-900-Lufthansa

Outras comodidades aperfeiçoadas pela Lufthansa para tornar a viagem mais agradável são o controle de pressão da cabine e o sistema de iluminação LED que se ajusta com o biorritmo de cada usuário, reduzindo os sintomas de jet lag. A companhia já está comercializando o voo São Paulo-Munique. Para obter mais informações, acesse www.lufthansa.com.

A Lufthansa é a 7ª melhor companhia aérea do mundo, segundo a avaliação dos passageiros. No último ano, a companhia transportou 142 milhões de passageiros para seus 318 destinos disponíveis em 102 países. No Brasil, a aérea opera 23 frequências semanais saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro com destino aos hubs de Frankfurt, Zurique e Munique e conexões.

Fotos: Divulgação

Cervejas são atração à parte de Serra Negra

•Abril 8, 2019 • Deixe um Comentário

Serra Negra - Foto Mark Hillary.jpgAo lado de outras nove cidades do interior de São Paulo, Serra Negra está localizada na Serra da Mantiqueira, a 142 km da capital do Estado. Foto: Mark Hillary

 

Situada no Situada no Circuito das Águas Paulista, a cidade serrana abriga mais uma atração imperdível: uma microcervejaria artesanal que resgata um pedacinho da Alemanha no interior de São Paulo.

Por Fabíola Musarra

Serra Negra não se traduz apenas na riqueza de suas fontes de águas minerais. Nem pelas bucólicas paisagens que a abraçam, exibindo invejáveis cenários tingidos ora pela exuberante vegetação endêmica da Serra da Mantiqueira, ora desenhados por imponentes montanhas, rios e cachoeiras. Nem tampouco por suas charmosas e concorridas malharias e lojas. Desde 2011, abriga uma imperdível atração turística: a Dortmund Beer, uma das mais premiadas cervejarias artesanais do interior do Estado de São Paulo.

Comandada pelo casal Marcel Gerbi Longo e Maria Fernanda Groth, a microcervejaria produz 11 tipos de cervejas artesanais. Toda a linha também está disponível em chope. As bebidas são produzidas sob a supervisão e o olhar atentos de Léo, o mestre-cervejeiro, seguindo os tradicionais estilos e a receita original adotada há séculos pela Alemanha. Criada na Bavária em 1516 pelo duque Guilherme IV, a Reinheitsgebot (Lei de Pureza Alemã) está em vigor e é rigorosamente seguida até hoje pelos germânicos.

A lei estabelece que a cerveja só pode ser fabricada com quatro ingredientes: água, lúpulo, malte e fermento. Se você acha que isso não quer dizer nada, leia o rótulo das cervejas industrializadas. Constatará que a composição delas não obedece à Reinheitsgebot, incluindo aditivos, antioxidantes e conservantes. Eles surgem sob o pseudônimo de cereais não-maltados e, na prática, são os responsáveis pela interminável ressaca do dia seguinte.

Pedacinho da Alemanha no interior de São Paulo (até o seu nome foi inspirado pela pequena cidade alemã homônima), a Dortmund também tem uma decoração que remete ao das choperias alemãs, com janelas de madeira e jardineiras repletas de coloridas florezinhas. Além do pub existente em seu interior, a cervejaria disponibiliza um outro com gracioso deck. Ao ar livre, ele oferece vista para as montanhas e para paisagens verdinhas. Assistir o por do sol ali é algo mágico e imperdível. Ocasionalmente, bandas tocam na casa (programação sob consulta).

As cervejas e os chopes servidos na casa são acompanhados por um caprichado menu que sugere as harmonizações dos pratos com as bebidas, o que torna o lugar em um dos espaços gastronômicos mais prestigiados da região. Para cada rótulo, o cardápio da cervejaria oferece variadas sugestões de harmonizações, como diferentes tipos de saladas, massas, carnes, lanches e porções, além de clássicos da gastronômica alemã. Caso do joelho de porco defumado, com salada de batata e chucrute.

Do menu constam ainda por pratos autorais, como o bife de chorizo com espaguete ao molho de Tulha, o premiado queijo produzido pela “vizinha” Fazenda Atalaia, a Salada Dortmund (mix de folhas verdes, abobrinhas marinadas, queijo de cabra e tomate cereja confit), o Camembert empanado com mel silvestre e o risoto de mignon e cerveja Nostradamus, prato que é acompanhado por diferentes tipos de cogumelos.

Visitação

Para você que quer aprender mais sobre o processo de fabricação, a cervejaria oferece a visitação à fábrica, que inclui um passeio guiado pelo seu interior e onde você poderá conhecer de perto os detalhes de cada etapa de produção das bebidas, incluindo a colocação de rótulos nas garrafas das marcas que produz.

A visita guiada inclui ainda a degustação de quatro tipos de chopes ou cervejas, dependendo das bebidas que estiverem prontas e disponíveis nos barris, além de uma visita à loja da fábrica, e um brinde exclusivo. O passeio custa R$ 30 por pessoa e pode ser feito às sextas-feiras às 18h30. Sábados às 15h30, 16h30 e 17h30. Aos domingos, às 15h30.

As cervejas e os acessórios da Dortmund também podem ser adquiridos na loja virtual da internet (www.dortmund.com.br) e nos seguintes endereços:  Beale Bebidas (Rua Rêgo Freitas, 52, Vila Buarque, SP), Casa Santa Luzia (Alameda Lorena, 1.471, Jardim Paulista), Emporium Dinis (Morumbi Shopping, na Av. Roque Petroni Júnior, 1.089, Morumbi).

A Dortmund Bier produz atualmente 11 rótulos e contabiliza 12 medalhas em seu portfólio. A cerveja mais premiada da cervejaria é a Nostradamus, uma Oatmeal Stout (ABV 5,5%/IBU 20) produzida com maltes torrados provenientes da França e da Alemanha. A bebida com notas de café torrado e chocolate amargo foi eleita a melhor cerveja Stout do mundo no Mondial de la Biére (2013) e também arrebatou a medalha de bronze no Festival Brasileiro da Cerveja (2014) e a Copa Cervezas de America (2017).

Todos os gostos

Os 11 tipos de bebida produzidos pela casa são preparados com ingredientes criteriosamente selecionados e equipamentos de última geração, aliados às mais tradicionais técnicas cervejeiras. Todos os ingredientes são importados da Europa, como o lúpulo e as leveduras. A marca não utiliza cereais não maltados, apenas o puro malte.

Para a produção das cervejas, a microcervejaria investe pesado em técnicas de fabricação e no consumo responsável. A água utilizada é mineral, captada a mais de 95 metros de profundidade. Após a fabricação de forma sustentável, a empresa devolve a água totalmente limpa à natureza, depois de tratá-la em sua própria estação. Toda a fábrica é alimentada por energia solar e a caldeira é a lenha, fonte renovável de energia.

O resultado de tudo isso são cervejas de sabor único, que agradam aos mais variados paladares. Confira alguns deles:

Pils: estilo Pilsen. Seu rótulo foi desenhado pelo ícone mundial dos rótulos, Randy Moshee.

Schloss: estilo: Witbier. Foi a primeira witbier do Brasil. Prêmios: Bronze no Festival de Blumenau 2015 e Ouro no South Beer Cup 2014.

Linderhof: estilo: Hefeweizen. O nome vem de um castelo na Alemanha.

Divulgação

Nostradamus: estilo Oatmeal Stout. Foi lançada em 2001 exatamente na data que Nostradamus previu o fim do mundo. Prêmios: Bronze no Festival da Cerveja de Blumenau e Copa Cervezas de America 2017, além do ouro no Mondial de La Bière.

Red Rose: estilo Red. Curiosidade: cerveja feita em homenagem a mãe do proprietário, Roseana. Prêmios: Prata na Copa Cervezas de America 2017 e Ouro no South Beer Cup 2014.

Old Ship: estilo Pale Ale. Produzida com um único lúpulo californiano, o Summit. Prêmios: Bronze na Copa Cervezas de America 2017.

The White IPA: estilo: White IPA. A primeira The White IPA do Brasil.

Hopfen: estilo: Imperial German IPA, pode também ser chamada de double IPA. Feita somente com ingredientes alemães. Curiosidade: esse estilo não existe, foi criado aqui. O nome Hopfen significa lúpulo em alemão.

Tivva (Pilsen sem glúten):  Feita para os celíacos, em prol da alimentação saudável. Curiosidade: é sem glúten, mas é de cevada e não de milho. Tivva é uma famosa marca de produtos sem glúten. Prêmios: prata no Festival da Cerveja 2016.
SERVIÇO

Dortmund Bier: Rodovia SP 360, km 144,7, s/n°, Serra Negra, São Paulo. Lotação máxima: 120 pessoas. Reservas: (19) 3938.4647. Funciona às sextas-feiras, das 18h às 24h. Sábados, das 12h às 24h. Domingos, das 12h às 18h.

Visitação à fábrica: o passeio guiado, individual ou para grupos limitados a 20 pessoas, deve ser agendado com antecedência pelo telefone (19) 3892-1840.

Serra Negra é uma estância hidromineral que faz parte do Circuito das Águas Paulistas. Para chegar até lá, partindo de São Paulo, as opções de acesso são a Rodovia Anhanguera até o km 62 depois de Jundiaí, no trevo de Itú – Itatiba, seguindo à direita até Itatiba, Morungaba, Amparo e Serra Negra. (152 Km). Pela Rodovia Fernão Dias, via Mairiporã, Atibaia, Bragança Paulista, Socorro, Lindóia e Serra Negra. (175 Km). Ou ainda, de Atibaia pela Rodovia D. Pedro I, até Itatiba, Morungaba, Amparo e Serra Negra.

Sabores da Páscoa tem tardes animas para a criançada

•Abril 6, 2019 • Deixe um Comentário

Rede promove tardes animadas com atividades recreativas e sorteio de cestas de ovos para os pequenos.

páscoa

Neste sábado e domingo e no próximo final de semana, dias 13 e 14 de abril, o St. Marche celebra a chegada da Páscoa com uma tarde especial com a edição de “Os Sabores da Páscoa”. A iniciativa acontece nas unidades selecionadas da rede em São Paulo.

Das 15h às 19h, as lojas da rede receberão os pequenos para o animado evento gratuito voltado para toda a família. As atividades serão recheadas de diversão para a criançada e um sorteio de cestas repleta de ovos de chocolate da marca exclusiva da rede.

 

Enquanto os pais vão as compras, as crianças vão se divertir com recreações de caças aos ovos, oficinas de pintura facial e pintura de ovinhos, além de escultura de balões. Em cada data as lojas participantes da rede promoverão sorteio de cestas de chocolates de Páscoa. Para participar do sorteio basta os pais com as crianças preencherem um formulário em papel e depositem na urna. No final do sorteio, a loja entrará em contato com os responsáveis para retirarem as cestas. Confira lojas participantes abaixo:

 

SERVIÇO

Datas – 6 e 7 de abril

Portal Morumbi – Endereço: Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 641, tel. 4210-4446.

Brooklin – Endereço: Nova York, 245, tel. 4380-0837.

Itaim Bibi – Endereço: Av. São Gabriel, 600, tel. 3050-2800.

Moema Pavão – Endereço: Av. Santo Amaro, 1.977, tel. 5098-5000.

 

Datas 13 e 14 de abril

Alphaville – Endereço: Alameda Rio Negro, 1.406, tels. 4133-100 e 4133-1008.

Alto de Pinheiros – Endereço: Av. São Gualter, 903, tel. 2391-3095.

City Lapa – Endereço: Rua Calos Weber, 502, tel. 3643-1020.

Chácara Klabin – Endereço: Av. Ricardo Jafet, 1.900, tel. 5907-8000.

Amparo reúne natureza, história e sabores do campo

•Abril 5, 2019 • Deixe um Comentário

Fazenda Atalaia

A cidade do interior São Paulo abriga fazendas centenárias, como a Atalaia. Em uma construção da Época Áurea, a propriedade produz diferentes tipos de queijos artesanais. Vale a pena ir até lá para provar um deles. Ou, todos.

Por Fabíola Musarra

Você que gosta de fugir da agitação das cidades urbanas e curtir fins de semanas diferentes, uma dica é ir até Amparo. Distante 124 km da capital paulista e a 18 km de Serra Negra, a estância hidromineral do Estado de São Paulo faz parte do Circuito das Águas Paulistas, na Serra da Mantiqueira.

Amparo, porém, é muito mais do que sinônimo de águas hidrotermais com propriedades da melhor qualidade e de um bucólico lugar onde o ar puro das montanhas e as paisagens surreais permeadas por lagos, rios e cachoeiras se revezam com modernas construções e fazendas seculares. É ainda o lar de incontáveis tentações caseiras, muitas delas ainda preparadas em fogão a lenha.

Fazenda Atalaia - Corredor

Situada na zona rural de Amparo, a Fazenda Atalaia é um desses endereços. Com construções em taipa erguidas a partir de 1850, a propriedade onde se cultivava o café, hoje, é o lar de uma queijaria artesanal, comandada pelo agrônomo Paulo Rezende e a esposa Rosana, os mestres-queijeiros. Inicialmente, a fazenda pertencia a Pedro Penteado, primo de Heitor Penteado. Em 1939, o avô de Paulo, seu Caram, comprou a propriedade. Inteligente e vivaz, o comerciante libanês investiu no lugar quando os produtores de café quebraram.

A fazenda permanece em mãos da família. E, se você decidir visitá-la, ingressará em um túnel do tempo, saboreando irresistíveis queijos artesanais enquanto testemunha a história do Brasil dos tempos imperiais – os atuais proprietários fazem questão de preservar o passado, restaurando cada uma de suas construções históricas, algumas delas atualmente usadas para a maturação de queijos. As visitas são diárias e guiadas, mas o ideal é agendar com um pouco de antecedência.

Fazanda Atalaia - Muros de taipa

Antes de ir até lá, é bom saber ainda que, ao lado de outros 11 pequenos produtores de queijo, a Atalaia integra o Caminho do Queijo Artesanal Paulista, um roteiro criado em 2017 para valorizar a produção queijeira do Estado – todos os queijos comercializados pelos produtores desse projeto (www.caminhodoqueijopaulista.com.br) são certificados por um selo de qualidade, atestando a origem e a qualidade dos produtos. Caso dos mais de dez tipos de queijos atualmente produzidos artesanalmente na Atalaia.

Na fazenda

Durante a visita, além conhecer o laticínio, Paulo e Rosana vão te contar que começaram a investir informalmente na produção de queijos artesanais há mais de 20 anos e que agora essa é a principal atividade da propriedade. O casal também vai te mostrar as tulhas, as casas de taipa com condições isotérmicas adequadas, onde eram armazenados os grãos de café e que agora são utilizadas para a maturação dos queijos autorais criados pelo casal.

Na pequena aula, você vai aprender ainda que todos os queijos produzidos na fazenda são feitos com leite pasteurizado e maturados ao natural, sem nenhum controle artificial de umidade ou de temperatura. Durante o processo, os queijos apenas são virados para que os fungos existentes no ambiente ajam por igual em cada peça. “Este é o único controle feito na nossa produção”, orgulha-se Paulo.

Caminho do Queijo Artesanal Paulista - Foto Lucas Terribili - DivulgaçãoQueijos produzidos na Atalaia. A fazenda faz parte do roteiro Caminhos do Queijo, um roteiro que privilegia os pequenos produtores paulistas. Foto: Lucas Terribili/Divulgação

 

Depois de conhecer o processo de produção artesanal dos queijos, vem a melhor hora do dia: o momento da degustação. Entre os diferentes tipos que a Fazenda Atalaia produz, você vai saborear o mais famoso deles: o tulha. A fama não à toa. De casca dura, picante, frutado e levemente salgado, o queijo arrebatou a medalha de ouro no World Cheese Award 2016-17.

Atalaia - Queijeiros Paulistas - Foto Lucas Terribili - DivulgaçãoÀ esquerda, o premiado tulha, uma espécie de parmesão. Foto: Lucas Terribili/Divulgação

 

Para produzir uma peça de cinco quilos do tulha são usados cerca de 75 litros de leite. O queijo é um tipo de parmesão e foi batizado com o nome do local da maturação, a tulha. Seu processo de maturação demora um ano e meio e ele é vendido a restaurantes, empórios e lojas de produtos artesanais. O quilo do tulha custa R$ 150.

Do cardápio de degustação também fazem parte as duas versões do queijo Mantiqueira: a com casca maturada com alecrim e a lavada na cerveja Stout, com maior cremosidade, além do Mogiana, de cor alaranjada em função de a sua receita levar urucum. Também são servidos exemplares feitos com leite de cabra, muçarela e ricota, entre outras delícias criadas pelo casal. Os queijos são acompanhados por guloseimas, como sucos e iogurtes naturais, bolos caseiros e pães de queijo e cafezinho preparados na hora.

Laticínio da Atalaia

Se você gostar e quiser repetir a dose e o passeio, saiba que a fazenda nos finais de semana e feriados serve um delicioso e farto café da manhã. A refeição matinal é integrada por dezenas de tentações doces e salgadas que exaltam os sabores rurais da vida no campo. É simplesmente imperdível!

 

SERVIÇO

Como chegar a Amparo: o acesso pode ser feito de ônibus ou carro, a partir das rodovias Bandeirantes/Anhanguera, entrando por Jaguariúna, e pela  Fernão Dias, entrando por Socorro e passando por Bragança Paulista e Tuiuti até chegar à cidade.

Fazenda Atalaia, Rodovia SP 352, km 137,3, Amparo, São Paulo. Horário de atendimento e visitação: aberta diariamente, das 8 às 17 horas. Fins de semana e feriados: visitas guiadas às 10 horas e às 15 horas. Das 9 às 12 horas, também serve o café da manhã.

Informações e reservas: tel. (19) 3807-5545. Redes Sociais: @FazendaAtalaia e Facebook.com/FazendaAtalaia.

 

 

 

 

 

 

Islândia, país onde a natureza fascina e dá shows de absoluto encantamento

•Março 29, 2019 • Deixe um Comentário

Aurora boreal, túneis de larva, gêiseres, geleiras… Essas são apenas algumas das deslumbrantes paisagens que habitam o mágico país onde viveram os vikings.

Islândia -

Situada no Círculo Polar Ártico e famosa por seus imponentes vulcões e geleiras, a Islândia é o principal destino para quem busca vivenciar um dos fenômenos mais espetaculares da natureza: a Aurora Boreal. Pensando nisso, a agência de turismo L’Espace Tours preparou um roteiro exclusivo para quem deseja testemunhar de perto esse fascinante fenômeno proporcionado pela natureza.

Mas, preste a atenção: para embarcar neste tour de cinco noites pela mítica ilha vulcânica localizada no Atlântico Norte, é necessário ter pelo menos um acompanhante – o pacote disponibilizado pela agência de viagens especializada em roteiros de alto padrão é organizado para, no mínimo, duas pessoas.

Islância - Gêiser - Divulgação

Enquanto planeja a viagem, veja o que pode conhecer em sua estadia lá. Conhecida como a terra dos povos nórdicos, a Islândia possui paisagens que impressionam e surpreendem o olhar, além de uma cultura milenar, fundada na influência dos povos vikings e dos esquimós. O indescritível fenômeno da Aurora Boreal é uma das principais atrações do país. A melhor época para se vivenciar o espetáculo natural da dança das luzes e ver o céu tingido por cores brilhantes e fluorescentes é de outubro a dezembro.

Islândia - Aurora

Além da infraestrutura, o país é famoso por seu lago glacial Jokulsarlon, que se conecta com uma praia de areia negra e que já serviu como cenário para filmes, como “Tomb Raider” e “Batman Begins”. E, se o assunto é conhecer a gastronomia, do país, não faltam alternativas de restaurantes onde você pode degustar pratos imperdíveis.

Islância - Cidade de Reykjavik - Divulgação - AbreRomântica e vibrante, a capital Reykjavik exibe cenários dos contos de fadas. 

 

Na capital da Islândia, a bucólica cidade de Reykjavik, o Moss Restaurant (www.bluelagoon.com/restaurant/moss) é um desses endereços. A casa traz em seu menu requintadas reinvenções da típica cozinha islandesa e está entre os indicados pelo “Guia Michelin de 2019”. O Moss ocupa o ponto mais alto da Lagoa Azul da Islândia, garantindo uma vista inesquecível do horizonte vulcânico – uma experiência única!

 

Gravlax - Prato típico de salmão da IslândiaO Gravlax, um prato típico da Islândia que leva salmão e  é decorado com endro. Foto: site Comidas típicas da Islândia.

 

A Islândia abriga ainda muitos outros points com tentações doces e salgadas para os amantes de um bom prato. Caso do Matarjallarinn – Foodceller (http://matarkjallarinn.is/), Fiskmarkadurinn – The Fish Market (www.fiskmarkadurinn.is), Laekjarbrekka (www.laekjarbrekka.is) e Grillið (www.grillid.is).

Só para você saber: todos esses restaurantes apresentam em seu cardápio muitas refeições à base de peixes encontrados somente nas geladas águas da região, além de exóticas carnes, incluindo a de rena em determinados períodos do ano.

Nordic Store, centro de ReykjavikSituada no centro de Reykjavik, a loja comercializa itens de qualidade produzidos com lã.

 

E se você gosta de fazer compras, as lojas das cidades oferecem produtos para todos os gostos. Não deixe de visitar a Nordic Store (www.nordicstore.net), famosa por suas roupas e acessórios feitos de lã. Também de um pulinho até a 12 Tónar (www.12tonar.is), uma pequena loja de discos que se tornou um ponto internacional de encontro para amantes da música e profissionais do setor.

Islândia - Raufarhólshellir (túnel de lava)Raufarhólshellir, um dos mais longos tunéis de lava da Islândia. Localizado a 30 minutos de Reykjavík, pode ser facilmente acessado durante o ano todo.

 

A experiência custa a partir de EUR 10 mil por pessoa para cinco noites, considerando duas pessoas viajando juntas. Se você pretende testemunhar ao vivo e em cores a fantástica exibição da Aurora Boreal, organize sua viagem no período de outubro a dezembro Para mais informações, acesse http://lespacetours.com.br.