Preço médio de passagens aéreas para rotas nacionais aumenta 14% após anúncio de cancelamento de voos da Avianca

•Maio 6, 2019 • Deixe um Comentário

O Kayak registrou um aumento de 40% no volume de buscas no período e identificou os dez destinos que mais encareceram. Brasília lidera o ranking.

Palacio_Alvorada - Foto Thum Fel - Commons.jpg

Palácio Alvorada, em Brasília. A capital brasileira registrou o maior aumento no preço das passagens aéreas. Foto: Thum Fel/Wikimedia Commons

 

A companhia aérea Avianca vem implementando um calendário de devoluções de aeronaves e cancelamentos de voos. O Kayak, ferramenta de planejamento de viagens no mundo, fez uma comparação entre as buscas por passagens nas rotas nacionais operadas pela Avianca antes e depois do anúncio dos primeiros cancelamentos e identificou um aumento de 14% nos preços médios das demais companhias. Confira:

 

Variação de preços médios de passagens aéreas em rotas nacionais operadas pela Avianca

Preço médio 15 dias antes dos cancelamentos Preço médio 15 dias após os cancelamentos Variação
R$ 630 R$ 717,60 + 14%

 

– Com os cancelamentos, a oferta de voos nacionais diminui e os preços aumentam. É a lei da oferta e da demanda. Além disso, o volume total de buscas no Kayak aumentou 40% após o anúncio dos primeiros cancelamentos, o que sugere uma maior preocupação dos brasileiros com o planejamento de suas viagens”, afirma Eduardo Fleury, Líder de Operações do Kayak no Brasil.

 

O levantamento também revela os dez destinos para os quais as passagens tiveram mais aumento de preços médios:

 

Destinos que ficaram mais caros após o anúncio de cancelamento de voos da Avianca

Destino Preço médio de passagens antes Preço médio de passagens depois Aumento
1. Brasília R$ 663 R$ 1.127 +         70%
2. Petrolina R$ 962 R$ 1.191 +         24%
3. Vitória da Conquista R$ 1.012 R$ 1.181 +         17%
4. Goiânia R$ 738 R$ 858 +         16%
5. Campo Grande R$ 774 R$ 890 +         15%
6. Maringá R$ 839 R$ 956 +         14%
7. Ribeirão Preto R$ 763 R$ 858 +         12%
8. Maceió R$ 1.169 R$ 1.299 +         11%
9. Foz do Iguaçú R$ 885 R$ 980 +         11%
10. Aracajú R$ 986 R$ 1.092 +         11%

 

Metodologia

A pesquisa foi feita no dia 2 de maio utilizando a base de dados do Kayak, comparando os preços das passagens de ida e volta na classe econômica em rotas nacionais operadas pela Avianca pesquisadas entre 29 de março e 12 de abril (15 dias antes do anúncio dos primeiros cancelamentos de voos da Avianca) com as pesquisadas no período de 13 a 28 de abril (quinze dias após o anúncio dos primeiros cancelamentos de voos da Avianca), para viagens a serem realizadas de 15 de maio a 31de dezembro deste ano.

 

Sobre o Kayak – Um dos principais buscadores de viagem, o Kayak pesquisa outros sites para mostrar aos viajantes as informações úteis e seguras, ajudando-os a encontrar os melhores voos, hotéis, carros de aluguel e pacotes de viagem. O Kayak é uma subsidiária de gestão independente da Booking Holdings Inc (NASDAQ: BKNG). Para mais informações, acesse: http://www.kayay.com.br.

Anúncios

Lua de mel em clima de montanha 

•Maio 3, 2019 • Deixe um Comentário

Pousada1

Localizada em uma bucólica paisagem da Serra Gaúcha, a Pousada do Engenho oferece experiências românticas e com muito glamour para a hospedagem a dois.

 

Por Fabíola Musarra

 

Situada na cidade de São Francisco de Paula, mais conhecida como “São Chico”, a mais de mil metros de altitude e a cerca de meia hora antes de Gramado, a Pousada do Engenho é uma opção de hospedagem para os casais em lua de mel.  Em meio a um exuberante cenário natural e localizada em uma região ainda pouco conhecida da Serra Gaúcha, também é um refúgio para os apaixonados que desejam curtir uma viagem à dois com muito romantismo.

Pousada - Abre

Com detalhes que seduzem e conquistam os hóspedes, a pousada possui 15 cabanas construídas em meio à mata, onde prevalecem o charme e o requinte em todos os detalhes da decoração, planejados para que os casais tenham privacidade, conforto e aconchego. Todas essas acomodações têm teto sobre a cama que se abrem para o luar (skylights), calefação, lareira, e hidromassagem.

Cabana Pousada do Engenho - Ambiente romântico e acolhedor

O empreendimento também oferece mimos especiais, como chinelos de lã, incensários com aromas afrodisíacos, roupões e sais de banho. Na varanda das cabanas estão dispostas cadeiras de balanço com mantas bem aconchegantes para o casal curtir o friozinho da serra.

Rede

Entre as celebrações românticas disponíveis para os pombinhos está a cena Honey Home, na qual o casal é recebido com um drinque de boas-vindas em hospedado em um sofisticado ambiente preparado especialmente para a noite de núpcias. Dossel bordado à mão com cristais Swarovski sobre a cama, pétalas e arranjos de flores, além da cabana iluminada com velas, fazem parte da experiência.

Pousada

O jantar à luz de velas na cabana também está entre os momentos inesquecíveis disponíveis para os noivos. Toalha de mesa rendada, guardanapos de linho, castiçais e decoração intimista dão o clima de luxo, sofisticação e romantismo. Se preferir, o casal pode optar pelo café da manhã e demais refeições na cabana, experimentando as tentações gastronômicas do restaurante Casa de Babette, inspiradas na culinária gaúcha, mineira, indiana, francesa e tailandesa.

Casa da Árvore

Casa da Árvore – Atração à parte da pousada é a Casa da Árvore, construída no alto de uma enorme Canela Preta. O lugar é um dos mais procurados pelos casais. Lá do alto da gigantesca árvore, os apaixonados podem relaxar, namorar, apreciar o visual da privilegiada natureza e ainda desfrutar a pequenina casa para degustar almoços e jantares exclusivos, com serviço somente para um casal de cada vez.

Passeio a cavalo na Fazenda entre Canela e São Chico

Não é tudo. A pousada também oferece aos hóspedes a possibilidade de contratar passeios ao Lago São Bernardo, para contemplar a impressionante beleza dos cânions do Parque dos Aparados da Serra, percorrer as trilhas do Parque das 8 Cachoeiras e para visitar o Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling, cuja sede fica na cidade de a cidade de Três Coroas.

Templo budista

O templo budista é semelhante aos do Himalaia. O passeio até ele inclui transporte e guia.

 

Esses e outros atrativos tornam “São Chico” um destino turístico ideal para aproveitar momentos exclusivos à dois, que podem ser complementados com uma visita a Gramado ou a Canela para desfrutar o clima romântico europeu que a região oferece. Informações: (54) 3244 1270, site www.pousadadoengenho.com.br

7 tours para viajar ao passado

•Abril 29, 2019 • Deixe um Comentário

 

Paisagem da Serra Gaúcha. Foto: Governo do Rio Grande do Sul.

 

Por Fabíola Musarra

 

No Brasil, a maioria das viagens não é feita por ferrovias. Ao contrário de outros países onde os trens são um meio de transporte rápido, eficiente e ligam longas distâncias, aqui, praticamente eles inexistem. Apesar disso, algumas cidades brasileiras mantêm Marias Fumaças operando, especialmente para proporcionar aos turistas pequenos passeios que resgatam os primeiros séculos de colonização do País, a maior parte deles dá direito a paisagens imperdíveis. Conheça alguns desses locais:

 

MARIA FUMAÇA CAMPINAS-JAGUARIÚNA (SP)

Locomotiva em Jaguariúna (SP). Foto: Isack Ryuji Minowa/Wikimedia

 

As locomotivas restauradas viajam sobre os trilhos da antiga Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, ao longo de seis diferentes estações históricas. Durante a viagem, monitores contam um pouco sobre a história da ferrovia, dos trens e da região. São duas opções de passeio: o Meio Percurso e o Percurso completo.

No primeiro, a Maria Fumaça percorre apenas a metade do trajeto total. Ela parte de Campinas ou de Jaguariúna rumo à Estação de Tanquinho, de onde o trem retorna a estação de partida. Este tour pelos trilhos tem 1,5 h de duração e um percurso de 24 km.

Já na segunda opção, o trem a vapor parte de Campinas com destino a Jaguariúna ou vice-versa. O passeio de 3,5 horas de duração tem 48 km. Todos passeios incluem a ida e a volta.

Estação de Anhumas em Campinas. Foto: Felipe Micaroni Lalli

 

Outro tour oferecido pala companhia é o Boteco no Trem, direcionado aos amantes de uma boa conversa regada a cerveja. A viagem é a bordo de um histórico carro-restaurante, o único restante no Brasil: o CR-31, um modelo “Sorocabana” original da década de 40, que foi inteiramente restaurado.

Informações: http://www.mariafumacacampinas.com.br

 

TREM A VAPOR DE GUARAREMA (SP)

 Maria Fumaça em Guararema (SP). Foto: Prefeitura de Guararema

Fabricada em 1927, a locomotiva a vapor de Guararema é a maior em atividade no Brasil. A viagem começa na estação central da cidade e segue até Luís Carlos, bairro histórico que recentemente teve as suas antigas construções revitalizadas. Além delas, o charmoso lugarejo conta ainda com bares e restaurantes, além de lojas de artesanato.

Informações: www.tremdeguararema.com.br

 

TREM DAS ÁGUAS (MG)

Trem das Águas, São Lourenço. Foto: ABPF – Regional Sul de Minas

O trem parte da estação central da estância hidromineral de São Lourenço, a 470 km de Belo Horizonte, e segue para Soledade de Minas. O trajeto de 20 km (ida e volta) acontece ao som de violeiros e revive o caminho de ferro percorrido por D. Pedro II e sua comitiva imperial, quando buscavam a salubridade das águas da região.

Informações:  www.tremdasaguas.tur.br

 

TREM DA SERRA DO MAR PARANAENSE (PR)

Um dos cenários da Serra do Mar Paranaense. Foto: Peixe Urbano

 

Operados pela Serra Verde Express, os trens turísticos percorrem a centenária ferrovia Paranaguá-Curitiba, cuja viagem inaugural foi feita pela princesa Isabel em 1884. A estrada de ferro conta com mais de 41 pontes, centenas de pontilhões, 13 túneis e viadutos, além de ser “abraçada “ por deslumbrantes cenários e belezas naturais da Serra do Mar e da Mata Atlântica. Os trens circulam diariamente no trecho entre Curitiba e Morretes.

Informações em: https://serraverdeexpress.com.br

 

TREM DE SANTA CATARINA – APIÚNA (SC)

Em Santa Catarina, a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) – Regional Santa Catarina opera três trens turísticos. Eles percorrem paisagens bucólicas, repletas de mata atlântica nativa, paredões de pedra e, inclusive, corredeiras do Rio Itajaí Açu, além de pontes, viadutos e túneis históricos. Durante o trajeto, os turistas aprendem ainda sobre uma parte importante da história de Santa Catarina e sobre como as ferrovias foram importantes no crescimento do Estado.

O passeio pelos trilhos de Apiúna, Santa Catarina. Foto: Santur 

 

O passeio é feito a bordo em de um trem tracionado por uma locomotiva a vapor de 1920, fabricada nos Estados Unidos. O trem percorre o trecho reimplantado do antigo leito da extinta EFSC, que funcionou de 1909 a 1971. Essa ferrovia é a única no Brasil construída pelos alemães. Informações:  tels. (47) 3644-5077 e (47) 8894-5517, Informações:  http://abpfsc.com.br/web/apiuna

 

TREM DO VINHO –SERRA GAÚCHA (RS)

O passeio turístico de trem a vapor é uma memorável atração na Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha. O tour de 23 quilômetros de invejáveis paisagens começa na Estação de Bento Gonçalves, onde acontece uma degustação de vinho.  Durante o trajeto com duração média de duas horas, a festa é conduzida por atrações típicas italianas e gaúchas, fazendo com que passageiros embarquem em uma viagem repleta de alegria e que traduz o jeito de ser dos italianos, imigrantes que se fixaram na região a partir de 1875. Os primeiros grupos deles vieram do norte da Itália, sobretudo de Piemonte e Lombardia e, pouco depois, do Vêneto.

 

Trem do Vinho, Bento Gonçalves (RS). Foto: Giordani Turismo

 

Parte de seus costumes e cultura, assim como os do Rio Grande do Sul, são revividos durante o passeio. Na recepção em Garibaldi, por exemplo, a degustação de espumante moscatel e suco de uva acontece ao som de música gaúcha e italiana. Na próxima parada, com destino ao final da viagem, a cidade de Carlos Barbosa é palco de outro show de música italiana, após serem os turistas serem recepcionados pela Giordani Turismo, agência responsável pelo passeio e onde os ingressos podem ser adquiridos.

Mais informações em: http://giordaniturismo.com.br

 

TREM DO PANTANAL – MATO GROSSO DO SUL

Neste passeio de um dia é possível viajar de trem e conhecer o sul do Pantanal é uma das paisagens mais ricas em diversidade de fauna e flora do País. O trem parte de Campo Grande com destino a Aquidauana, a 140 quilômetros da capital do Estado. O passeio acontece aos sábados, com almoço e retorno por van ou ônibus. No caminho, lugares memoráveis, animais selvagens, fazendas históricas, pontes de ferro e bucólicos vilarejos. As próximas saídas serão nos dias 15 e 29 de setembro e no dia 6 de outubro.

 

Aos domingos, com saídas programadas para os dias 16 e 30 de setembro e para o dia 7 de outubro, o passeio tem partida às 9 horas da Morada do Baís, no centro de Campo Grande, seguindo de van ou ônibus pela Estrada de Piraputanga, com almoço incluso e bilhete para o retorno no Trem do Pantanal partindo de Aquidauana em direção a Campo Grande.

Informações: (67) 3043-2233. E-mail: campogrande@serraverdeexpress.com.br.

Os sabores do Japão no interior de São Paulo. Em Vinhedo!

•Abril 25, 2019 • Deixe um Comentário

Bandeiras do Japão e do Brasil

Nos fins de semana de 11 a 12 e 18 a 19 de maio, Vinhedo, município situado a 75 km da capital paulista, vai sediar o 10º Festival do Japão. A iniciativa, que já é bastante tradicional e integra o calendário oficial de eventos da cidade, tem como objetivo propagar a cultura do país asiático e fomentar o intercâmbio social, cultural e econômico entre Vinhedo e o Japão.

Este ano, Vinhedo está comemorando seu 70º aniversário. Por isso, a programação do evento está ainda mais caprichada. Ela inclui exposições, apresentações de Taiko, Cosplay e shows típicos e de grupos folclóricos. Também disponibilizará aos visitantes uma área gastronômica com diversos pratos da culinária japonesa e estandes de vendas de produtos.

Festival do Japão.jpg

O festival do Japão cresce ano a ano (em 2019, são esperadas mais de 25 mil pessoas nos quatro dias de sua duração) e hoje é um dos principais eventos não apenas de Vinhedo, mas de toda a região. Recebe milhares de visitantes de diferentes cidades e ajuda a movimentar a economia local, além de ser uma das festas mais aguardadas do ano.

Yukie integrante do grupo Awa Odori RepresaYukie, do Grupo Awa Odori Represa, em apresentação na edição anterior do evento. 

 

O festival é uma realização da ACE Nikkey de Vinhedo, com o apoio da prefeitura municipal. Anote o endereço: Parque Municipal Jayme Ferragut, Avenida Apparecida Tellau Seraphim.  Dias 11 e 18 de maio, das 10 às 22 horas. Dias 12 e 19 de maio, das 10 às 17 horas. O ingresso pode ser trocado por um quilo de alimento não perecível, que será doado às instituições de caridade locais.

Hospedagem – Para quem pretende curtir a festa e quer dar uma esticadinha na cidade, uma dica é hospedar-se no Vinhedo Plaza Hotel. Lá, o turista tem à disposição 85 apartamentos, todos equipados com cofre, TV a cabo, telefone, frigobar, aquecimento central, internet e ar-condicionado, além de isolamento acústico.

Piscina

Para o lazer, o empreendimento dispõe de três piscinas: infantil, adultos e uma adaptada para pessoas com necessidades especiais. Oferece ainda bar de piscina, sauna úmida, playground, brinquedoteca, quadra de tênis, restaurante e quiosque para churrascos, além de quatro salas de eventos com capacidade para acomodar mais de 300 pessoas.

Tênis

Recentemente foram inaugurados novos apartamentos de categoria superior, que incluem TV Smart 46’ e cafeteira Dolce Gusto, com duas cápsulas cortesia por dia por apartamento. As diárias estão com preços promocionais, saindo a partir de R$ 270 para o casal, com o café da manhã.

Quarto.jpg

Quem pretende leva seu animalzinho de estimação conta com modernos bangalôs que comportam até cinco pessoas, no valor de R$ 550 a diária, incluindo café da manhã. Nessas acomodações, o hóspede pode levar o seu pet, acrescendo R$ 50 no valor da diária. O hotel não cobra estacionamento nem taxa de serviço.

Mais informações: (19) 3886 6020 ou www.vinhedoplazahotel.com.br.

 

Fotos: Divulgação do Festival do Japão Vinhedo e do Vinhedo Plaza Hotel

Aproveite a Semana Santa e vá conhecer Puerto Iguazú

•Abril 12, 2019 • Deixe um Comentário

Agência especializada em experiências de alto padrão está disponibilizando um roteiro de três dias para viajantes que desejem conhecer o lado argentino das Cataratas do Iguaçu.

Puerto Iguazú - Wikimedia

 

Destino ideal para curtir feriados curtos, como a Páscoa, Puerto Iguazú, na Argentina, é a aposta da agência de turismo L’Espace Tours para a temporada. O lado argentino das Cataratas do Iguaçu apresenta paisagens naturais exuberantes e um dos mais impressionantes conjuntos de quedas d’água do planeta. É uma viagem que impressiona por suas belezas naturais e também pelo nível de excelência de suas acomodações.

L'Espace Tours - Awasi Iguazu - Master Villa - Foto  Evan Austen.jpgMaster Villa do Hotel Awasi Iguazu. Foto: Evan Austen

 

Localizado a 20 minutos das maiores quedas d’água do mundo, o Hotel Awasi Iguazu, em Puerto Iguazú, é um endereço legal para viajantes que buscam privacidade e uma conexão especial com a natureza. Cercado pela Mata Atlântica em seu estado original, conta com 14 vilas exclusivas. Situadas às margens do Rio Iguaçu, elas foram construídas sobre palafitas, contribuindo para a preservação do ambiente de seu entorno.

L'Espace Tours - Awasi Iguazu - Crédito Susette KokPasseio do pacote oferecido pela L’Espace Tours. Foto: Susette Kok

 

Aliando a privacidade das vilas à  localização e proximidade delas com o empreendimento central, onde ficam o bar e o restaurante, o Awasi Iguazú é ainda uma boa opção para quem deseja desfrutar do melhor da Província de Misiones. Cada visitante tem um veículo 4×4 à disposição e um guia exclusivo para acompanhar nos passeios que exploram a flora e a fauna da Mata Atlântica, as ruínas jesuítas do século 18, as aldeias guaranis, as cascatas e, é claro, as famosas cataratas argentinas.

De La Fonte Restaurante - DivulgaçãoAmbiente ao ar livre,um dos espaços do Le La Fonte Restaurante. Foto: Divulgação

 

Além do restaurante do próprio hotel, com menus que levam ingredientes orgânicos, locais e sazonais, apresentados em receitas típicas latino-americanas, a região possui outras opções gastronômicas, como o De La Fonte Restaurante, com cozinha autoral do chef Matteo Lagostena, especialista em técnicas da culinária italiana e francesa.

Cultura Park - Divulgação
Aos que buscam conhecer mais sobre a cultura e o artesanato local, a sugestão é se programar para conhecer a loja Productores Mineros S.R.L, com amplo acervo de pedras preciosas, rochas e objetos regionais, além do Culturas Park, um espaço que reúne museu, entretenimento, lojas de artesanato e de joias. A experiência da L’Espace Tours custa a partir de USD 3.304 por pessoa para três noites, considerando duas pessoas viajando juntas.

Espaço das Missiones do Cultura Park - DivulgaçãoEspaço Misiones no Cultura Park. Foto: Divulgação 

 

SERVIÇO
Hotel Awasi Iguazu:- http://www.awasi.com
Restaurante Awasi Iguazu: http://awasiguazu.com/gastronomy
De La Fonte Restaurante: http://delafonterestaurant.com
Loja Productores Mineros S.R.L: http://productoresmineros.com.ar/empresa.php?m=3
Espaço Culturas Park: http://culturas-park-iguazu.webnode.es
L’Espace Tours: http://lespacetours.com.br

Lufthansa retoma voo ligando São Paulo a Munique

•Abril 9, 2019 • Deixe um Comentário

Lufthansa

Boa notícia para que costuma viajar para a Alemanha: a partir do dia 2 de dezembro, a Lufthansa volta a operar voos ligando a capital de São Paulo (SP) a Munique, na Alemanha. Ao retomar o trecho, a companhia aérea vai disponibilizar três frequências semanais a partir do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). O trajeto, pela primeira vez na América Latina, será percorrido pelo Airbus A350-900, considerada a aeronave intercontinental mais moderna e ecológica do mundo.

Com capacidade para 293 passageiros divididos em três classes sendo 48 lugares na Business Class, 21 na Premium Economy e 224 na Economy Class, a aeronave oferecerá aos passageiros novas mordomias e avançados serviços e tecnologias, como o self-service de snacks e bebidas durante todo o voo na Business Class, e um sistema de entretenimento a bordo no qual os passageiros podem utilizar seu próprio smartphone como segunda tela.

A350-900-Lufthansa

Outras comodidades aperfeiçoadas pela Lufthansa para tornar a viagem mais agradável são o controle de pressão da cabine e o sistema de iluminação LED que se ajusta com o biorritmo de cada usuário, reduzindo os sintomas de jet lag. A companhia já está comercializando o voo São Paulo-Munique. Para obter mais informações, acesse www.lufthansa.com.

A Lufthansa é a 7ª melhor companhia aérea do mundo, segundo a avaliação dos passageiros. No último ano, a companhia transportou 142 milhões de passageiros para seus 318 destinos disponíveis em 102 países. No Brasil, a aérea opera 23 frequências semanais saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro com destino aos hubs de Frankfurt, Zurique e Munique e conexões.

Fotos: Divulgação

Cervejas são atração à parte de Serra Negra

•Abril 8, 2019 • Deixe um Comentário

Serra Negra - Foto Mark Hillary.jpgAo lado de outras nove cidades do interior de São Paulo, Serra Negra está localizada na Serra da Mantiqueira, a 142 km da capital do Estado. Foto: Mark Hillary

 

Situada no Situada no Circuito das Águas Paulista, a cidade serrana abriga mais uma atração imperdível: uma microcervejaria artesanal que resgata um pedacinho da Alemanha no interior de São Paulo.

Por Fabíola Musarra

Serra Negra não se traduz apenas na riqueza de suas fontes de águas minerais. Nem pelas bucólicas paisagens que a abraçam, exibindo invejáveis cenários tingidos ora pela exuberante vegetação endêmica da Serra da Mantiqueira, ora desenhados por imponentes montanhas, rios e cachoeiras. Nem tampouco por suas charmosas e concorridas malharias e lojas. Desde 2011, abriga uma imperdível atração turística: a Dortmund Beer, uma das mais premiadas cervejarias artesanais do interior do Estado de São Paulo.

Comandada pelo casal Marcel Gerbi Longo e Maria Fernanda Groth, a microcervejaria produz 11 tipos de cervejas artesanais. Toda a linha também está disponível em chope. As bebidas são produzidas sob a supervisão e o olhar atentos de Léo, o mestre-cervejeiro, seguindo os tradicionais estilos e a receita original adotada há séculos pela Alemanha. Criada na Bavária em 1516 pelo duque Guilherme IV, a Reinheitsgebot (Lei de Pureza Alemã) está em vigor e é rigorosamente seguida até hoje pelos germânicos.

A lei estabelece que a cerveja só pode ser fabricada com quatro ingredientes: água, lúpulo, malte e fermento. Se você acha que isso não quer dizer nada, leia o rótulo das cervejas industrializadas. Constatará que a composição delas não obedece à Reinheitsgebot, incluindo aditivos, antioxidantes e conservantes. Eles surgem sob o pseudônimo de cereais não-maltados e, na prática, são os responsáveis pela interminável ressaca do dia seguinte.

Pedacinho da Alemanha no interior de São Paulo (até o seu nome foi inspirado pela pequena cidade alemã homônima), a Dortmund também tem uma decoração que remete ao das choperias alemãs, com janelas de madeira e jardineiras repletas de coloridas florezinhas. Além do pub existente em seu interior, a cervejaria disponibiliza um outro com gracioso deck. Ao ar livre, ele oferece vista para as montanhas e para paisagens verdinhas. Assistir o por do sol ali é algo mágico e imperdível. Ocasionalmente, bandas tocam na casa (programação sob consulta).

As cervejas e os chopes servidos na casa são acompanhados por um caprichado menu que sugere as harmonizações dos pratos com as bebidas, o que torna o lugar em um dos espaços gastronômicos mais prestigiados da região. Para cada rótulo, o cardápio da cervejaria oferece variadas sugestões de harmonizações, como diferentes tipos de saladas, massas, carnes, lanches e porções, além de clássicos da gastronômica alemã. Caso do joelho de porco defumado, com salada de batata e chucrute.

Do menu constam ainda por pratos autorais, como o bife de chorizo com espaguete ao molho de Tulha, o premiado queijo produzido pela “vizinha” Fazenda Atalaia, a Salada Dortmund (mix de folhas verdes, abobrinhas marinadas, queijo de cabra e tomate cereja confit), o Camembert empanado com mel silvestre e o risoto de mignon e cerveja Nostradamus, prato que é acompanhado por diferentes tipos de cogumelos.

Visitação

Para você que quer aprender mais sobre o processo de fabricação, a cervejaria oferece a visitação à fábrica, que inclui um passeio guiado pelo seu interior e onde você poderá conhecer de perto os detalhes de cada etapa de produção das bebidas, incluindo a colocação de rótulos nas garrafas das marcas que produz.

A visita guiada inclui ainda a degustação de quatro tipos de chopes ou cervejas, dependendo das bebidas que estiverem prontas e disponíveis nos barris, além de uma visita à loja da fábrica, e um brinde exclusivo. O passeio custa R$ 30 por pessoa e pode ser feito às sextas-feiras às 18h30. Sábados às 15h30, 16h30 e 17h30. Aos domingos, às 15h30.

As cervejas e os acessórios da Dortmund também podem ser adquiridos na loja virtual da internet (www.dortmund.com.br) e nos seguintes endereços:  Beale Bebidas (Rua Rêgo Freitas, 52, Vila Buarque, SP), Casa Santa Luzia (Alameda Lorena, 1.471, Jardim Paulista), Emporium Dinis (Morumbi Shopping, na Av. Roque Petroni Júnior, 1.089, Morumbi).

A Dortmund Bier produz atualmente 11 rótulos e contabiliza 12 medalhas em seu portfólio. A cerveja mais premiada da cervejaria é a Nostradamus, uma Oatmeal Stout (ABV 5,5%/IBU 20) produzida com maltes torrados provenientes da França e da Alemanha. A bebida com notas de café torrado e chocolate amargo foi eleita a melhor cerveja Stout do mundo no Mondial de la Biére (2013) e também arrebatou a medalha de bronze no Festival Brasileiro da Cerveja (2014) e a Copa Cervezas de America (2017).

Todos os gostos

Os 11 tipos de bebida produzidos pela casa são preparados com ingredientes criteriosamente selecionados e equipamentos de última geração, aliados às mais tradicionais técnicas cervejeiras. Todos os ingredientes são importados da Europa, como o lúpulo e as leveduras. A marca não utiliza cereais não maltados, apenas o puro malte.

Para a produção das cervejas, a microcervejaria investe pesado em técnicas de fabricação e no consumo responsável. A água utilizada é mineral, captada a mais de 95 metros de profundidade. Após a fabricação de forma sustentável, a empresa devolve a água totalmente limpa à natureza, depois de tratá-la em sua própria estação. Toda a fábrica é alimentada por energia solar e a caldeira é a lenha, fonte renovável de energia.

O resultado de tudo isso são cervejas de sabor único, que agradam aos mais variados paladares. Confira alguns deles:

Pils: estilo Pilsen. Seu rótulo foi desenhado pelo ícone mundial dos rótulos, Randy Moshee.

Schloss: estilo: Witbier. Foi a primeira witbier do Brasil. Prêmios: Bronze no Festival de Blumenau 2015 e Ouro no South Beer Cup 2014.

Linderhof: estilo: Hefeweizen. O nome vem de um castelo na Alemanha.

Divulgação

Nostradamus: estilo Oatmeal Stout. Foi lançada em 2001 exatamente na data que Nostradamus previu o fim do mundo. Prêmios: Bronze no Festival da Cerveja de Blumenau e Copa Cervezas de America 2017, além do ouro no Mondial de La Bière.

Red Rose: estilo Red. Curiosidade: cerveja feita em homenagem a mãe do proprietário, Roseana. Prêmios: Prata na Copa Cervezas de America 2017 e Ouro no South Beer Cup 2014.

Old Ship: estilo Pale Ale. Produzida com um único lúpulo californiano, o Summit. Prêmios: Bronze na Copa Cervezas de America 2017.

The White IPA: estilo: White IPA. A primeira The White IPA do Brasil.

Hopfen: estilo: Imperial German IPA, pode também ser chamada de double IPA. Feita somente com ingredientes alemães. Curiosidade: esse estilo não existe, foi criado aqui. O nome Hopfen significa lúpulo em alemão.

Tivva (Pilsen sem glúten):  Feita para os celíacos, em prol da alimentação saudável. Curiosidade: é sem glúten, mas é de cevada e não de milho. Tivva é uma famosa marca de produtos sem glúten. Prêmios: prata no Festival da Cerveja 2016.
SERVIÇO

Dortmund Bier: Rodovia SP 360, km 144,7, s/n°, Serra Negra, São Paulo. Lotação máxima: 120 pessoas. Reservas: (19) 3938.4647. Funciona às sextas-feiras, das 18h às 24h. Sábados, das 12h às 24h. Domingos, das 12h às 18h.

Visitação à fábrica: o passeio guiado, individual ou para grupos limitados a 20 pessoas, deve ser agendado com antecedência pelo telefone (19) 3892-1840.

Serra Negra é uma estância hidromineral que faz parte do Circuito das Águas Paulistas. Para chegar até lá, partindo de São Paulo, as opções de acesso são a Rodovia Anhanguera até o km 62 depois de Jundiaí, no trevo de Itú – Itatiba, seguindo à direita até Itatiba, Morungaba, Amparo e Serra Negra. (152 Km). Pela Rodovia Fernão Dias, via Mairiporã, Atibaia, Bragança Paulista, Socorro, Lindóia e Serra Negra. (175 Km). Ou ainda, de Atibaia pela Rodovia D. Pedro I, até Itatiba, Morungaba, Amparo e Serra Negra.