Conheça lugares fantásticos e planeje sua próxima viagem

Sem sair de casa, viajantes podem assistir óperas e conhecer museus e atrações turísticas de diferentes países por meio das redes sociais, de filmes e de passeios virtuais.

Mônaco Foto Muhammad Syahroyn PexelsMônaco, um dos lugares mais charmosos do planeta. Foto: Muhammad Syahroyn/Pexels

 

Em tempos atuais, em que o mundo inteiro enfrenta um desafio comum, as pessoas estão adotando medidas para conter o avanço do coronavírus, sendo que as principais delas não sair de casa, não circular pelas ruas e evitar as aglomerações de pessoas. Para quem estava pensando em viajar, foi preciso adiar os planos, mas há algumas soluções para conhecer mais sobre o mundo mesmo sem sair de casa.

Agora, no entanto, é a melhor hora para se inspirar com as fotos e vídeos de lugares incríveis do nosso planeta, ler sobre eles, aprender sobre suas culturas e histórias e até mesmo planejar uma viagem futura, para quando a situação se normalizar, as companhias aéreas voltarem a disponibilizar voos e os países abrirem suas fronteiras. Para ajudar nessa tarefa, muitos órgãos oficiais de diferentes países criaram visitas virtuais, ajudando as pessoas a sonharem (e planejarem) com as próximas viagens, novos destinos e experiências. Caso de Mônaco, Noruega e Alemanha.

 

A marina de Mônaco. Foto: Alexander Migl/Wikimedia

 

O principado europeu, por exemplo, possui uma plataforma chamada Monaco 360, que permite uma visita virtual de 360° ao país. É possível conferir tanto os principais lugares de Mônaco de diversos ângulos, como o Port Hercule e a região das praias, quanto a parte de interna de atrações importantes, como o Museu Oceanográfico e o famoso Cassino e Ópera de Monte-Carlo, com seus diversos salões de jogos e sua ópera.

É possível ainda ver de perto os hotéis de Mônaco, como o icônico Hôtel de Paris e o cinco estrelas Metropole Monte-Carlo, conhecendo alguns dos melhores hotéis do mundo e navegando por seus aposentos sofisticados e por sua arquitetura e decoração impressionantes. Há muita coisa legal para explorar na plataforma. Vale a pena conferir. O Monaco 360 pode ser acessado pelo link monaco360.visitmonaco.com.

Além da plataforma, a Monte-Carlo Société des Bains de Mer (SBM), proprietária do Cassino de Monte-Carlo e diversos outros estabelecimentos sofisticados no Principado de Mônaco, fez uma lista com sugestões para conhecer o país mesmo sem sair de casa, para que os viajantes já comecem a sonhar com sua próxima visita ao destino. São ideias para leitura, filme e playlist, maneiras simples de incentivar a curiosidade, a descoberta e o aprendizado.

Cassino de Monte-Carlo. Foto: Michael D. Camphin/Pexels

 

Para ler: Scratch One é um thriller escrito por Michael Crichton sob o pseudônimo de John Lange. Sua habilidade narrativa revela a atmosfera da Côte d’Azur em meados do século XX, onde um advogado se vê em uma situação muito perigosa.

Para ver: GoldenEye é a primeira obra em que Pierce Brosnan faz o papel de James Bond e o traje lendário se encaixa perfeitamente nele! Uma das primeiras cenas do filme mostra uma perseguição implacável nas alturas de Mônaco e também é mostra o Cassino de Monte-Carlo, onde o espião inglês joga (e vence) um bacará desafiador.

Para ouvir: não há nada como uma playlist de música eletrônica para descontrair. Divirta-se com essa seleção de músicas dos famosos clubes e bares da SBM, como a playlist eletro-zen do Buddha-Bar Monte-Carlo e a cativante playlist latina do COYA Monte-Carlo. Inspire-se enquanto espera para desfrutar de música eletrônica ao vivo em Mônaco. Para mais informações sobre as propriedades da Monte-Carlo SBM, acesse www.montecarlosbm.com. Para saber mais sobre Mônaco, acesse www.visitmonaco.com e  www.bureaumundo.com.

Fiordes e paisagens surreais – Com uma natureza invejável e impressionante riqueza cultural, a Noruega é o sonho de consumo de muita gente. Mas, nesse momento de isolamento social e de fechamento de fronteiras, viajar para lá ou para qualquer outro lugar é inviável. Apesar disso, é possível ter um gostinho do país nórdico com o auxílio de alguns filmes e séries que retratam sua beleza, cultura e história.

 

Um dos fiordes noruegueses. Foto: Elina Krima/Pexels

 

Antes disso, porém, é bom saber que a Noruega é mesmo fascinante. O país chama a atenção, quer pelo famoso bacalhau, quer pelas paisagens surreais, como os fiordes que oferecem diversas atividades no Verão. Também no Inverno, a Noruega encanta aqueles que apreciam o frio e também os que querem ver a neve de perto. Para os fãs da natureza, o país é inigualável. As regiões montanhosas, os fiordes formados pelos recuos das geleiras, as florestas e praias, os suntuosos rios e cachoeiras e os seus 21 parques nacionais contribuem para deixar os cenários noruegueses entre os mais impressionantes do mundo.  Parte dessa beleza pode ser conhecida em filmes e séries que mostram diferentes aspectos da Noruega. A seguir, alguns deles:

Lilyhammer: a série da Netflix é ambientada em uma cidade norueguesa de nome parecido: em Lillehammer. A história gira em torno de um mafioso nova-iorquino que adota uma nova identidade e se muda para a pacata cidade na Noruega. Além de acompanhar as reviravoltas da trama, a série também é perfeita para admirar as paisagens da região leste da Noruega, onde Lillehammer está localizada.

Igreja de madeira viking Foto Visit NorueaIgreja de madeira construída pelos vikings. Foto: Visit Noruega

 

Vikings: essa série é digna de uma maratona. Ela retrata a cultura do povo nórdico que habitava as terras da Noruega do final do século VIII até ao século XI. A série foi filmada em vários países, mas em alguns momentos marcantes podemos admirar pontos icônicos da Noruega, como a famosa Pulpit Rock. O grande destaque da essa série é o enredo histórico, que mostra como era a vida dos guerreiros e exploradores da Escandinávia.

A terra mágica de Papai Noel: Lapônia, Tromso, na Noruega. Foto: PxHere

 

Frozen: os idealizadores da famosa animação da Disney usaram a Noruega como inspiração para criar o reino de Arendelle, onde a princesa Elsa e sua irmã Ana vivem suas aventuras. Durante a gravação, a equipe de produção realizou várias viagens de pesquisa ao país nórdico, o que permitiu a criação da estética de um paraíso invernal. Ao assistir ao filme, vale a pena prestar atenção nas referências não só das paisagens norueguesas, mas também dos trajes típicos do país e de elementos da cultura local.

Pequena Grande Vida: o filme tem como elenco central os atores Matt Damon, Kristen Wiig, Neil Patrick Harris e Laura Dern. A trama conta a história de uma invenção norueguesa para tornar o mundo mais sustentável: encolher os humanos. Parte do filme foi gravada nos belíssimos cenários da região dos fiordes da Noruega e a temática da sustentabilidade explorada no filme é realmente levada muito a sério no país. Para obter mais informações sobre a Noruega, acesse  www.visitnorway.com.br e www.bureaumundo.com.

Arte e cultura Pensando nos turistas com “fernweh”, expressão alemã que significa forte desejo de viajar e conhecer diferentes lugares, o Centro de Turismo Alemão (DZT), durante este momento de isolamento social, lançou a campanha virtual “Descubra a Alemanha de Casa” (#DiscoverGermanyFromHome)

A iniciativa tem como objetivo oferecer conteúdo inspirador, empático e, ao mesmo tempo, informativo e interativo pelas redes sociais (www.facebook.com/AlemanhaPaisTuristico e http://www.instagram.com/germanytourism) para os viajantes que pretendem visitar a Alemanha no futuro. A campanha inclui formatos de experiência virtual de todos os 16 estados alemães. Além de #DiscoverGermanyFromHome, a campanha também usa hashtags que já estão em circulação, como #staysafe, #stayathome ou #traveltomorrow.

Portão de Brademburgo em Berlim. Foto: Stefan Lorentz/Pexels

 

Museus: o Google Arts Culture reúne mais de cem museus e coleções que estão na Alemanha. Na plataforma, é possível fazer passeios virtuais e andar pelos corredores das galerias e ver em alta definição mais de 70 mil fotos e obras de arte de expressivos artistas da humanidade.

Um dos lugares que permite a visita sem sair de casa é o M useu Pergamon , o mais importante da capital, Berlim. Organizado em três partes, a Coleção de Antiguidades Clássica, Museu do Antigo Oriente Próximo e o Museu de Arte Islâmica, o local também abriga o imponente Altar de Pérgamo, originalmente construído no século II A.C. Encontrado no fim do século XIX, a estrutura foi reconstruída e restaurada.

A Galeria do lado leste do Muro de Berlim. Foto: Domínio Público

 

Em Munique, a pedida é conhecer a galeria de arte Lenbachhaus . Localizada na casa do pintor bávaro, Franz von Lenbach, o museu abriga uma coleção única de obras do Blaue Reiter, grupo de pintores expressionistas fundado em 1911, que influenciou diversas vertentes da arte moderna do século XX.

 

Munique, capital da Bavária. Foto: Flyupmike/Pixabay

 

A música clássica também tem espaço na programação digital da Alemanha. A Ópera Estatal de Berlim (Staatsoper Unter den Linden) realiza transmissão ao vivo de suas apresentações diariamente. Sob o tema “Cultura nos tempos de Corona”, a programação on-line segue até 29 de abril e pode ser acompanhada no site da Staatsoper.

No ano em que o alemão Beethoven completa 250 anos, o Museu Beethoven , oferece um tour virtual pelas salas de exposições. Também podem ser visitados o estúdio de coleções digitais, o palco para visualização de músicas e as instalações externas. Guias de áudio podem ser adicionados às 15 imagens panorâmicas. Todas as exposições também têm zoom e são conectadas às informações no arquivo digital com um clique.

A Fonte Wittelsbacher, Praça Lenbach, em Munique. Foto: Diego Delso/Wikimédia

 

A Beethoven House Bonn apresenta um arquivo digital com manuscritos musicais exclusivos, primeiras edições, cartas e fotos da coleção e biblioteca da Beethoven House. Já o Bundeskunsthalle, em Bonn, cidade natal do artista, está exibindo on-line a exposição “BEETHOVEN.Welt.Bürger.Musik”. A mostra fornece uma visão ampla da obra de Ludwig van Beethoven e de sua música.

Depois de todas essas dicas, ligue o computador e divirta-se!

~ por Fabíola Musarra, jornalista e socióloga em Abril 13, 2020.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: