Búzios tem beleza, agito e magia

Portal da Lagoinha

Famosa por ter sido frequentada pela atriz francesa Brigitte Bardot nos anos 60, a antiga vila de pescadores do Rio de Janeiro, hoje, é muito mais do que as memoráveis recordações de seu passado. Reúne belíssimas praias, excelente gastronomia, efervescentes baladas e imperdíveis passeios por terra e água. Abriga ainda um hotel que parece ter saído de um conto de fadas.

 

Por Fabíola Musarra

 

Localizada em uma península, Búzios é uma das mais encantadoras e badaladas cidades da Região dos Lagos fluminense. Ganhou notoriedade e imediatamente passou a ser o destino preferido por dez entre dez estrelas do jet set internacional após a atriz Brigitte Bardot ter visitado a cidade, em 1964.  Com excelente infraestrutura turística, abriga 23 praias, com mar de águas de multicoloridos tons, do turquesa ao esmeralda. É esse paraíso que aninha o Pedra da Laguna Boutique Hotel & SPA, um pedacinho do planeta que lembra muito as casas que se escondem nas charmosas vilinhas das ruas de Roma, na Itália.

Foto: Divulgação

 

Bem à frente do empreendimento fica um dos principais e mais deslumbrantes postais de Búzios: a Ponta da Lagoinha, assim batizada devido à formação de uma piscina natural que vive em uma depressão entre as rochas ali existentes. Em uma delas, é possível assistir o mágico espetáculo de arrebentação das ondas, que podem atingir até dez metros de altura nas marés altas e contrastam com as serenas águas do mar represadas naquele cantinho do Atlântico.

À noite, dali, também é possível testemunhar toda a magia que envolve o “nascimento” da Lua. O pessoal do Pedra da Laguna, aliás, costuma levar os hóspedes até lá, onde em um deck na areia é servido champanhe enquanto o mítico ritual oferecido pela natureza acontece. Distante 50 metros do hotel butique, o cenário cinematográfico oferece uma das vistas mais hipnotizantes da península, exibindo no horizonte azul que se perde diante do olhar a Praia do Forno e as Ilhas Âncora, Gravatás e Ilhote.

Geólogos estudaram as rochas com suas camadas de cristais de quartzo rosa e branco desta que é uma fascinante Área de Preservação Ambiental brasileira. Constataram que elas têm a mesma composição e se encaixam às de outras localidades do Continente Africano. Pelos vestígios encontrados na Ponta da Lagoinha, concluíram que foi naquele ponto que ocorreu a ruptura e o desprendimento entre o Continente Sul-Americano e a África há milhões de anos.

O lugar é verdadeiramente especial. Abraçado por uma exótica vegetação, é considerado ainda como um portal energético (na concepção do escritor Paulo Coelho, um “Aleph”) devido a reunir três elementos naturais que interagem entre si: a água (oceano), a terra (as rochas sedimentadas e os morros laterais) e o ar (os ventos constantes). Perfeito para a meditação, merece mesmo a visita!

Foto: Thiago Freitas/MTUR

 

Assim como a Praia da Ferradura, a 200 metros ou a cinco minutos de caminhada do hotel. Suas águas calmas e transparentes são próprias para os banhos de mar da criançada e também para os praticantes de stand up paddle, enquanto a areia é bem legal para quem gosta de caminhar admirando a natureza acompanhado pelas suaves brisas marinhas. É ainda o endereço certo para quem simplesmente quer curtir um dolce far niente à beira-mar ou tomando um drinque.

Para quem curte as noites de balada, as centrais Rua das Pedras, Orla Bardot e Porto da Barra são os points. Em Búzios, são as passarelas de glamourosos restaurantes, casas noturnas e butiques por onde desfilam hipsters e a paquera e a badalação rolam 24 horas por dia. E por noite. As duas primeiras ficam a cinco minutos de distância de carro ou a 20 minutos de caminhada do Pedra da Laguna, cujas imediações, tingidas por verde, são ideais para fazer trecking em trilhas respirando o ar puro da vegetação nativa.

Se o assunto é natureza, o empreendimento preocupa-se com a preservação do meio ambiente e adota conceitos sustentáveis como o uso de energia solar e a captação e o reaproveitamento da água de chuva para os jardins e as piscinas. Faz ainda a reciclagem seletiva do lixo, com a separação de resíduos sólidos (vidro, plástico e papel) e a compostagem para a sua horta orgânica. Pertence a Associação Roteiros de Charme, entidade para a qual o conforto e a qualidade dos serviços oferecidos são quesitos obrigatórios.

O bem-cuidado jardim fica ainda mais romântico ao anoitecer. Foto: Divulgação

 

Com projeto arquitetônico assinado por José Luís Ribeiro e Allan Branco, o Pedra da Laguna tem decoração sofisticada com um forte toque de brasilidade. Jardins bem-cuidados revezam-se com objetos de arte e de artesanato produzidos por artistas brasileiros. Nele também estão dispostas as coloridas escultura e poltrona criadas em papel machê, papel reciclado, papietagem e reciclagem de fibra pela artista plástica Ivone R., além de criativos ombrelones feitos com cipó e bambu por artesãos locais.

Obra da artista plástica Ivone R. Está no jardim da pousada. Foto: Fabíola Musarra

 

Cada cantinho é bucólico e de impecável bom-gosto neste hotel butique de oito mil metros quadrados. Lustres com luz amarelada, o som da água que se movimenta no interior das duas piscinas e gazebos… Todos estão inseridos no jardim com palmeiras, onde também funciona um bar. Na área ao ar livre se aninham dois pergolados. Um deles, o Espaço Tanger, tem inspiração nas cores e na arquitetura marroquinas. É um lugar onde às vezes acontecem sessões de yoga, sunsets porties e cerimônias de casamento.

 Espaço Tande: um cantinho do Marrocos no Brasil. Foto: Divulgação 

 

Para quem curte sauna, yoga e tratamentos relaxantes e de beleza há o Ananda SPA, cuja inspiração do nome corresponde ao que sócios-proprietários, o engenheiro agrônomo Roberto Fuzetti e o cirurgião plástico Márcio Pifano, desejam ofertar aos hóspedes. Segundo Fuzetti, Ananda era o mais dedicado discípulo de Buda e seu nome significa “felicidade” em sânscrito. “É considerado o estado de bem-aventurança”, explica o engenheiro.

 

Hum… Que delícia!

 

Para os adeptos do bom garfo, a pedida é o Orange Bistrô. Comandado por Wellington Laudares, o restaurante do Pedra da Laguna oferece pratos de cozinha contemporânea com produtos que são escolhidos criteriosamente entre os fornecedores, sendo a qualidade e o frescor dos alimentos os requisitos básicos. No cardápio, destaque para o Sabores do Mar, um mix de peixes que é servido em panela de barro e acompanhado de arroz e pirão de leite.

Foto: Divulgação

 

Distante 1,8 km do hotel, duas outras opções onde se come muito bem em Búzios são o Bar do Zé, na Orla Bardot, e o Rocka Beach Lounge & Restaurant, na Praia Brava. Os dois têm invejável vista para o mar e caprichado menu integrado por entradas, pratos principais e sobremesas. As cartas de vinhos, de espumantes e de drinques que acompanham o cardápio das duas casas também são imbatíveis.

O primeiro tem iluminação feita com velas, decoração intimista e é uma das melhores opções para almoçar ou jantar em um ambiente que é a cara da badalada Búzios. A casa é ao mesmo tempo requintada e acolhedora – as mesas na calçada são perfeitas para curtir o pôr do sol ou acompanhar o vaivém da Orla Bardot quando a madrugada chega. Apesar de estar no epicentro do agito, o restaurante atrai famílias e casais para um jantar romântico.

A especialidade do Bar do Zé é a cozinha mediterrânea, na qual imperam as receitas à base de frutos do mar. Os risotos, como o de funghi e o de camarão com queijo brie, aspargos e azeite de trufas, são um sucesso, assim como são o Filé de Cherne com Bananas da Terra ao Molho Shoyo, o Pato ao Molho de Damasco com Risoto de Limão e o Polvo Oriental, servido com molho de ostras, favas verdes e legumes.

O menu do restaurante traz ainda massas e saladas, como a Havaiana, com camarão, rúcula e abacate. Para o gran finale, sobremesas como a Laranja Lene (sorvete de creme com calda de laranja e lâminas de amêndoas) e a Delícia de Morango (morango banhado no chocolate com baba de moça e sorvete de creme) são boas opções. Os pratos ali servidos são individuais e a taxa de serviço, cobrada em dinheiro.

Também o Rocka Beach Lounge & Restaurant é bem descolado. É um lugar para chegar cedo e ficar até o sol se despedir do dia. O gramado ao ar livre com ombrelones e almofadões são perfeitos para passar momentos descontraídos degustando drinques, vinhos, petiscos e pratos no melhor estilo pé na areia. A casa é comandada pelo proprietário Gustavo Rinkevich, chef lituano que preza a utilização de produtos da região para elaborar uma gastronomia feita com modernidade, sabores brasileiros e toque praiano.

 Gustavo Rinkevich, chef lituano que comanda o Rocka. Foto: Daniel Balda

 

Usando a brasa como técnica marcante da cozinha, Rinkevich elabora o menu de acordo com a sazonalidade dos ingredientes, assegurando assim o frescor e sabor dos pratos que serve na casa. Ele também valoriza a pesca sustentável e só compra de fornecedores locais, selecionando diariamente os melhores pescados, lulas, ostras e demais frutos do mar da região. Até os vegetais orgânicos são colhidos na horta do restaurante.

Foto: Rodrigo Azevedo

 

O resultado disso pode ser sentido nas cores e sabores do cardápio, no qual figuram destaques como o Dadinho de tapioca e queijo coalho com Sweet Chili e maracujá e o Tiradito de vieiras com Aji Amarillo, abacate e frutas vermelhas, além das saladas de burrata com abóbora assada ao aroma de laranja, cardamomo e fatias de coco queimado, e a de queijo de cabra morno com manga, azeitonas pretas, cebola roxa, rúcula e Parma crocante.

Também são estrelas do menu o Carpaccio de polvo com aioli, vinagrete de aipo e maçã verde e o Patê de foie de galinha com geleia de damasco, picles e pães de fermentação natural. Para deixar tudo mais doce, Arroz doce com manga, leite de coco caramelizado e sorvete de canela e o Flan de gengibre com doce de leite de cabra artesanal e creme batido. Há, anda, a Sopa de chocolate branco com calda e sorvete de maracujá, o Quindim com espuma de coco e sorvete de framboesa, o Chocolate belga com gelatina de lavanda e o sorvete caseiro.

Voo direto

Neste conto de fadas, um forte sinal que impede você de ir até Búzios, Arraial do Cabo e às demais cidades da Região dos Lagos fluminense é a violência e os constantes assaltos que imperam na capital carioca. Porém, se sonha em chegar até esses destinos sem ter de pisar nos aeroportos da Guanabara, uma boa notícia: no próximo Verão, a Gol estará operando um voo direto entre Guarulhos (SP) e Cabo Frio (RJ), com duração de 1h10.

A saída de Guarulhos será às 9h50, com chegada em Cabo Frio às 11h. A volta de Cabo Frio será às 11h30, pousando em Guarulhos às 12h40. As passagens já estão à venda. E se você comprar os bilhetes aéreos com antecedência, certamente conseguirá preços bem mais acessíveis para datas de janeiro, fevereiro e março. A rota, sazonal, vai ser operada com diferentes frequências durante as férias de Verão até o feriado de Páscoa de 2020. Por enquanto, as informações fornecidas pela companhia são essas. Confira:

De 26 de dezembro deste ano a 20 de janeiro de 2020, os voos serão diários. De 21 de janeiro a 20 de fevereiro, acontecerão às quintas-feiras, sextas, sábados e domingos. De 21 de fevereiro a 2 de março, às segundas, quartas, quintas, sextas e aos sábados e domingos. De 3 de março a 12 de abril, as saídas acontecerão às quartas-feiras e aos sábados e domingos.

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio (cabofrioairport.com.br) fica na saída da cidade para a Rodovia RJ 102. Do aeroporto ao centro de Búzios são 34 km. A distância do aeroporto ao centro de Cabo Frio é de 10 km. Do aeroporto ao Arraial do Cabo, 12 km. Os táxis operam pelo taxímetro. Também é possível alugar um carro ou chamar um Uber para sair do aeroporto. Boa viagem!

 

SERVIÇO

O que fazer

Além das sedutoras praias, Búzios oferece inúmeras opções de lazer como campo de golfe, passeios de barco e de trolley (tourshop.com.br), pesca, aulas de surfe e windsurfe, e de stand up na Praia da Ferradura, aluguel de bicicletas, trilhas e mergulho nas ilhas Âncora, Gravatás e Ilhotes, além de muito agito noturno. Bares e restaurantes, incluindo os do Porto da Barra, tornam ainda mais vibrante e colorida a cidade.

 

Onde ficar

Pedra da Laguna Boutique Hotel & SPA: oferece 36 acomodações em quatro diferentes opções de hospedagem. A Suíte Laguna é uma delas. O espaçoso apartamento de 70 metros quadrados tem vista para o mar da Ponta da Lagoinha, dossel, rede, hidromassagem e ar Split. Com a mesma metragem, a Suíte Master Bardot é um apartamento duplex com vista para os jardins, dossel, banheira vitoriana e ar Split.

 Suíte Bardot: 70 metros quadrados de absoluto conforto e luxo. Foto: Divulgação

 

Já o apartamento Luxo Superior é menor. Fica no andar de cima e tem dossel, enquanto o apartamento Standard localiza-se no térreo e tem uma porta balcão que dá acesso ao terraço. Independentemente da categoria, todos os apartamentos possuem varandas e são equipados com cama king size, ar-condicionado, ventilador de teto, TV LCD, SKY HDMI, telefone, cofre digital, minibar e secador de cabelos.

Quanto à infraestrutura, está totalmente adaptado para receber deficientes especiais. Conta ainda com wi-fi gratuito e Salão de Convenções com capacidade para acomodar 200 pessoas. O estacionamento está localizado em frente a uma lagoa habitada por patos e gansos de propriedade e mantida pelo Pedra da Laguna. Fica na Rua 6, Lote 6, Quadra F, s/nº, Praia da Ferradura, Búzios (RJ), tel.: (22) 2623-1965, site pedradalaguna.com.br.

 

Onde comer

Bar do Zé: Av. José Bento Ribeiro Dantas, 382, centro, Búzios, tel. (22) 2623-4986.

Rocka Beach Lounge & Restaurant: É comandado pelo chef Gustavo Rinkevich, um argentino de Bariloche e descendente de família russa. Pode receber casamentos, encontros pré e pós-casamentos e festas, além de almoços ou jantares para pequenos grupos. Acomoda até 160 pessoas distribuídas pelo deck, terraço e gramado. Informações: tel. (22) 2623-6159, site rockafish.com.

 

Melhor época para ir

Se você foge dos congestionamentos, evite os feriados, quando o trânsito até a Região dos Lagos praticamente não anda e a sua viagem vai demorar muito. Nessas ocasiões, as cidades também ficam superlotadas e você pode ter de enfrentar problemas de infraestrutura, como a falta de água e de luz.

Em qualquer época do ano, tente ir para lá entre quinta-feira e domingo. Abril e maio são os melhores meses. Chove menos no início do Outono do que no Verão e os dias mais amenos desta estação ainda te possibilitam aproveitar as praias. No Inverno, o clima é mais seco e as águas, bem frias, impedem os banhos de mar e mergulhos.

Na Primavera, faz calor, quase não chove e pouca gente circula pela cidade, exceto nos feriados. No Verão, Búzios ferve e para quem curte agito e badalação, essa é a hora. As chuvas são fortes e passageiras. E as águas das praias, refrescantes.

 

PS: O blog Fabíola Musarra mudou e agora pode ser acessado em http://www.fabiolamusarra@gmail.com

The Fabíola Musarra’s blog has change its address and can now be acessed at:

 

~ por Fabíola Musarra, jornalista e socióloga em Novembro 5, 2019.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: