Viver um conto de fadas

bologna-san-petronio-piazza-maggiore

Por Fabíola Musarra

Dormir num “castelo” do século 18, envolvido por objetos de arte e pinturas originais da época, e pisar em mármore impecavelmente polido. Despertar num quarto de princesa e saber que em pouco mais de cinco minutos a pé estará diante de monumentos históricos construídos muito antes de a Itália ser unificada em 1870. Viver, de fato, como um personagem de uma mágica fábula. Sim, é essa a privilegiada experiência que o Grand Hotel Majestic Già Baglioni oferece.

Grand Hotel Majestic - Fachada.jpg

Além de ser ele próprio um dos tesouros de Bolonha, a capital da Emilia Romana, o histórico e luxuoso hotel de cinco estrelas está situado bem no coração da belíssima cidade italiana e preserva intactos os séculos que atravessou e que, resistente, ainda testemunha. Bolonha concentra grande número de construções medievais e outras ainda mais antigas – a Via Emilia, por exemplo, foi feita na época do Império Romano.

Mapa da antiga Via Emilia

Foi construída por volta de 187 a.C., sob a orientação do cônsul Marco Emilio Lepido. Ela atravessa Bolonha e diversas cidades situadas na Emília Romana, região situada um pouco mais ao Norte de Roma, capital da Itália. Para ser mais precisa, estende-se da bela Rimini banhada pelo Mar Adriático até Piacenza – Rimini foi crida em 268 a.C. Na época, a cidade chamava-se Ariminum.

Bologna_Piazza_Maggiore_panorama

A Via Emilia é uma atração a mais de Bolonha, mas não é a única. Com excelente localização, o Grand Hotel Majestic Già Baglioni é um passaporte garantido para quem deseja conhecer essa joia da humanidade e outras que se multiplicam pelo centro histórico e financeiro da cidade: fica a poucos passos de museus, teatros, galerias e catedrais, bares e restaurantes.

torre-de-asinelli-e-torre-garisenda

Para dar uma ideia, o hotel está a 500 metros das Torres Asinelli e Garisenda, dois emblemáticos ícones da cidade erguidos na Idade Média. Com 97,2 m de altura, o equivalente a um edifício de 33 andares, a primeira pode ser visitada – são 498 degraus de madeira de subida por uma escada rústica e estreita erguida nos primeiros anos do século 12.  Mais outros 498 degraus de descida. Mas, vale a pena: Bolonha vista do alto é ainda mais bonita.

torre-de-asinelli-foto-pixabay

Já a Garisenda (1351/1360) não é aberta à visitação. Tem 48,16 metros, mas quando foi erguida a pedido da família que empresta seu sobrenome à torre, era para ter 60 metros de altura. Porém, o solo cedeu e os “construtores” da Idade Medieval, temendo uma catástrofe, decidiram mantê-la com o tamanho atual. Como a famosa Torre de Pizza, as duas torres bolonhesas também estão pendendo com o passar dos anos. E essas inclinações são visíveis.

basilica-san_petronio

O hotel também está praticamente ao lado da efervescente Piazza Maggiore, onde fica a Basílica de San Petronio (padroeiro da cidade), e da Praça da Porta Ravegnana (são 300 metros), e a 200 metros dos palácios Accursio, do Podestà e Re Enzo. Fica ainda a apenas 400 metros do mercado e do Museu Cívico Arqueológico (demora quatro minutos). Pouco mais distante, a 900 metros, encontra-se o Complexo de Santo Stefano.

Recepção.png

Embora o hotel tenha “nascido” há tanto tempo, seus quartos e suítes oferecem mimos e mordomias dos tempos modernos – wi-fi, telefone, TV de plasma, minibar, cama king-size, cofre… Todos são decorados com extremo requinte. Alguns ostentam lindos mosaicos. Outros, armários de espelho – cada um deles tem um visual diferente. Para a alegria das mulheres, os banheiros são bem iluminados e amplos. E as amenities, da Trussardi. Preciso dizer mais?

Grand_Hotel_Majestic - suíte.jpg

O serviço imaculado e a tecnologia de última geração se alinham com o ar aristocrático que o hotel emana. E essa característica também pode ser notada no restaurante I Carracci, um elegante salão do século 15 e que foi anexado ao hotel apenas no início do século 20. O luxuoso espaço guarda afrescos originais da escola de Fratelli Carracci (daí o seu nome).

Grand_Hotel Majestic_bologna_Ristorante_Carracci_9_0.jpg

O restaurante com serviço à la carte serve uma refinada cozinha ligada à enogastronomia da região (a Emilia Romana é bastante conhecida pela sua rica culinária), tornando a sofisticada casa em uma das mais elegantes e originais em Bolonha. É aberto ao público no almoço e jantar. Funciona diariamente das 12h30 às 14h30 e das 19h30 às 22h30. Buon apetito!

 

SERVIÇO

Grand Hotel Majestic Già Baglioni – Via dell’Indipendenza, 8 – 40121 Bolonha, Itália, tel.: (39 + 051) 225445. O acesso para pessoas com deficiência é garantido graças a um inovador “sistema” de elevadores de escadas portáteis.

Informações: www.duetorrihotels.com

 

~ por Fabíola Musarra, jornalista e socióloga em Dezembro 4, 2017.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: