Celebrações de fim de ano em Quito

quito-noite-no-centro-historico-foto-wikimedia

A exemplo da maioria das cidades do mundo, a capital do Equador promove neste mês muitas festividades, celebrações e eventos público para festejar o Natal e o Réveillon. Se você está de malas prontas ou pretendendo ir a Quito, cidade milenar que mescla a arquitetura pré-colombiana e a colonial com suas construções e igrejas desenhadas pela colonização espanhola, saiba que esta é uma excelente oportunidade para celebrar as festas e conhecer bem de pertinho a rica cultura e as tradições locais.

quito-equador-igreja-la-merced-centro-historico-foto-pixabay

Além de poder participar dos mais de 300 eventos programados para este de fim de ano e presenciar a belíssima decoração natalina, você, durante todo este mês, tem a chance de conhecer lugares da cidade que normalmente não são abertos ao público. Caso de vários conventos e igrejas que, em dezembro, abrem suas portas para visitantes. O Convento Carmen Bajo é um deles.

Monastério Carmen Bajo - Centro Histórico de Quito  - Foto Wikipedia.JPG

Reunindo mais de 500 imagens, o convento é o “proprietário” de uma das maiores e mais bonitas cenas natalinas da capital. Imperdível também é a cena natalina de quase 20 metros que adorna o mirante natural das alturas de El Panecillo. Por isso, se tiver um tempo livre, não deixe de dar uma esticada até lá – está localizado no alto de uma montanha e não fica muito longe da capital.

cerro-panecillo-quito-equador-foto-ikimedia

Não deixe de provar os doces tradicionais de Natal de Quito. Preparados nos lares das famílias quitenhas, conservam as tradições e receitas guardadas há séculos pelas famílias, podendo ainda ser encontrados nos hotéis e restaurantes da cidade, que elaboram um cardápio especial para comemorar a data.

Entre as tentações, destaque para os buñuelos (bolinhos fritos de farinha de trigo que são banhados com mel de cana de açúcar) e o figo com queijo. Ainda verde, a fruta é cozida com mel de cana de açúcar e canela. Depois, é servido com queijo fresco para equilibrar os sabores.

doce-de-figo-com-queijo-foto-turismo-quito

Integram ainda as tradições gastronômicas natalinas de Quito, a compota ou doce de tomate de árvore e os manjares. O primeiro é feito a partir do cozimento do fruto ainda preso no talo, resultando na extração de um xarope que ainda quente é misturado ao cravo.

Já o segundo segue a receita original de seus criadores, as freiras dos conventos da cidade. Mas há ainda as mistelas (caramelo recheado com licor), chicharrón de coco, obleas (biscoitos grandes recheadas com doces de frutas), bolos variados, figos confitados, torrones e alfajores.

Você vai pode experimentar esses e outros doces natalinos em diversos lugares do centro histórico de Quito, principalmente em festivais de fim de ano. Quando estiver por ali, inclua em sua viagem gastronômica a espumilla de goiaba (clara de ovos com confeitos), o rosero quitenho (ponche com leite, ovo e canela) e as quesadillas doces, acompanhadas de leite com chocolate.

quito-rua-garcia-moreno-foto-wikimedia

NA HORA DAS FESTAS, não deixe de participar das celebrações de Réveillon em Quito, ali chamado de Noche Vieja. Entre as tradições que os equatorianos seguem na passagem do ano está o Anõs Viejos. Realizado no primeiro minuto do ano que está começando, o ritual consiste em queimar bonecas feitas com roupas usadas, papel machê ou madeira para apagar os fracassos do ano que se passou.

Outro costume típico seguido pelos equatorianos na última noite do ano é andar um quarteirão com uma mala vazia, garantindo um próximo ano repleto de viagens. Rituais e tradições à parte, muitas agências de viagens disponibilizam pacotes com hospedagens e café da manhã para a temporada de fim de ano, com direito a vivenciar essas e outras inesquecíveis experiências. Caso da Stella Barros (https://stellabarros.com.br) e da Numatur (http://numatur.com.br).

De modo geral, os roteiros de sete noites dessas agências incluem passeios em Quito, Riobamba e Cuenca. Só para te dar um exemplo, o roteiro conta com visita ao monumento Mitad del Mundo (Metade do Mundo), que demarca o ponto exato onde a linha do Equador atravessa o país, dividindo o Hemisfério Norte e o do Sul. Há ainda o passeio pela Avenida dos Vulcões, cartão postal de Quito.

vulcao-cotopaxi-quito-foto-wikimedia

Por essa extensa estrada espalham-se mais de 70 vulcões (alguns inativos). Eles fazem parte da Cordilheira dos Andes no Equador e foram formados pelo choque das placas tectônicas do Oceano Pacífico com as placas continentais. A lista dos vulcões mais altos do Equador é extensa (dez deles estão acima dos 5.000 m) e será impossível conhecer todos em uma única viagem.

fauna-equatoriana-foto-site-descubra-quito

Assim, saiba que se adquirir os pacotes dessas agências, você terá direito a admirar pelo menos dois deles: os imponentes e ainda ativos Cotopaxi (5.897 m) e Chimborazo (6.310 m). Além da visita aos vulcões, os pacotes incluem ainda um tour ao lindo Parque Nacional de Cotopaxi, com suas exuberantes fauna e vegetação endêmicas.

SERVIÇO

www.descubraquito.com.br

Advertisements

~ por Fabíola Musarra em Dezembro 13, 2016.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: