Puebla dos anjos, das lendas e de histórias

Catedral de Puebla ao anoitecer - Gustavo Belarmino

Com 2.340 construções coloniais,, a cidade mexicana tem como um de seus principais postais a Catedral Metropolitana, uma igreja que é uma das mais expressivas mostras do estilo arquitetônico herreriano do país e cuja construção está envolta por mistérios celestiais. 

Por Fabíola Musarra

Puebla, uma cidade situada no estado de mesmo nome no centro de México, é mágica. Quer pelas lindíssimas construções coloniais dos séculos 16, 17 e 18 que abriga e que a fizeram ser declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1987, quer pelo seu rico artesanato, por sua exótica gastronomia e pela simpatia de sua gente.

Vigiada de perto pelo imponente Popocatépetl – vulcão ativo que tinge a paisagem do Zócalo, como são chamados os espaços físicos onde ficam as praças principais do México, a cidade também é conhecida como “Puebla dos Anjos”.

Centro histórico de Puebla

O apelido não é em vão. Ele provém de lendas locais. Segundo uma delas, anjos teriam descido dos céus para criar a cidade onde hoje vivem mais de três milhões de habitantes apenas na área metropolitana.

Outra versão conta que, após terminar a construção da Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição (Nuestra Señora de la Inmaculada Concepción), surgiu a pergunta de como erguer o pesado sino de oito mil quilos até a torre da igreja.

Cores de Puebla

Durante muitos dias, o dilema tirou a tranqüilidade dos engenheiros e pedreiros. Parecia uma missão impossível de ser concretizada. Certa manhã, porém, os habitantes de Puebla, acordaram com as badaladas do sino. “Mas, quem o subiu e de quê maneira?”, todos se perguntavam.

Sem respostas, os poblanos, nome que se dá às pessoas nascidas em Puebla, consideraram a execução da difícil tarefa como um milagre realizado por anjos. Eles teriam descido do céu para instalar o sino na torre. Desde esse instante, ali permanece e, diariamente, brinda a todos aqueles que circulam ao redor da igreja com o alegre som de suas badaladas.

catedral puebla

Exuberância e grandiosidade – Milagres celestiais à parte, a Catedral de Puebla merece mesmo ser visitada, tanto pela sua exuberante beleza como pela sua história. Começou a ser erguida em novembro de 1575, em cumprimento a uma ordem emitida pelo rei Felipe 2º da Espanha, mas as obras posteriormente ficaram paralisadas até os idos de 1600, quando o bispo Juan de Palafox e Mendoza chegou à cidade e ordenou a retomada de sua construção.

Considerada como uma das mais importantes expressões do estilo herreriano de Puebla, a igreja tem sua arquitetura inspirada neste movimento desenvolvido a partir das últimas décadas do século 16, cujas obras impressionam pela severa grandiosidade.

A catedral foi consagrada pelo mesmo bispo Juan de Palafox e Mendoza em uma missa realizada no dia 18 de abril de 1649. Somente depois de quase dois séculos, as fachadas renascentistas e as suas duas torres de mais de 70 metros de altura foram concluídas.

catedral interior

Com o altar principal dedicado à Virgem da Imaculada Conceição e cercado por nove colunas em ônix, a igreja possui pesadas e grossas portas de madeira maciça e obras de pintores holandeses, além de ambientes interiores ornamentados por ricos e rebuscados detalhes em madeira, gesso e ouro 24 quilates, características típicas do barroco.

Sua cúpula foi concluída em 1699. Com 59 metros de altura, a catedral abriga ainda um coro com três órgãos: um do século 17, outro do século 18 (ambos não funcionam, mas podem ser admirados) e o mais recente, cuja música embala as missas dos fiéis.

Após as missas, 16 telões distribuídos pelo interior da igreja exibem vídeos explicativos sobre os detalhes de sua construção, de sua suntuosa arquitetura, dos altares dos Reis e do Perdão, da Capela do Espírito Santo, da sacristia e de suas obras sacras, verdadeiros tesouros do México.

Catedral de Puebla, México

Aprender e desvendar com calma as preciosidades existentes no interior da Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, mais do que uma simples visita a um templo de fé, é uma “peregrinação” obrigatória para quem visita Puebla.

Também conhecida como Catedral Metropolitana, a igreja está localizada no coração da cidade, na Rua 16 de Setembro, entre as ruas 3 e 5 Oriente, centro histórico. Informações: www.arquidiocesisdepuebla.mx

Fotos: Secretaria de Turismo de Puebla

A jornalista visitou o México a convite da Copa Airlines,  do Conselho de Promoção Turística do México no Brasil e das Secretarias de Turismo da Cidade do México e de Puebla

~ por Fabíola Musarra em Setembro 10, 2015.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: