No coração da Floresta Amazônica

Manaus, Amazonas

 

Por Fabíola Musarra

 

Capital do Amazonas, Manaus transpira história. Percorrer as ruas de seu antigo centro significa reviver o Ciclo da Borracha, época em que a cidade – pelo acúmulo de riquezas e luxo – chegou a ser conhecida como a Paris dos Trópicos. Vivenciar o passado desta cidade é revisitar o intenso comércio que marcou o período de 1840 a 1915, quando Manaus chegou a exportar o látex, a matéria-prima da produção da borracha, extraído das seringueiras nativas da floresta, para o mundo todo.

Manaus pode ser o ponto de partida para quem deseja conhecer esse importante capítulo da história do Brasil e também o mais rico patrimônio do país: a floresta amazônica. Essa, aliás, é uma boa época para ir para lá – até novembro, o Amazonas vive a estação da seca, um período extremamente quente, mas com chuvas menos frequentes.

Se depois de conhecer os encantos de Manaus sua expectativa também é fazer uma imersão total na floresta amazônica, a dica é se hospedar em um dos hotéis de selva ali existentes, vivenciando uma experiência única – a maioria desses empreendimentos oferece inúmeras atrações, desde pesca esportiva, passeios de barco, trilhas e focagem de jacarés até visitas a comunidades indígenas.

Vitórias-régias
O Anavilhanas Jungle Lodge é uma das opções. Situado no município de Novo Airão, em frente ao Arquipélago de Anavilhanas, um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo com mais de 400 ilhas, o hotel até dezembro tem um atrativo a mais: está disponibilizando pacotes promocionais em suas diárias que incluem dois passeios diários com guia.

O pacote de três dias custa a partir de R$ 1.840 por pessoa. Já o de seis dias custa a partir de R$ 3.670 por pessoa. O transfer de ida e volta do Aeroporto de Manaus, o café da manhã, o almoço, o café da tarde e o jantar também estão inclusos na promoção. Os preços são válidos até 19 de dezembro, exceto nos feriados.

Quarto no Aanavilhanas Jungle Lodge, Amazonas, Brasil(1)
Com localização privilegiada, à beira do Rio Negro, o hotel tem 16 chalés e quatro bangalôs, todos equipados com ar-condicionado, frigobar, cofre, ducha quente, cama queen size e varanda com vista para a floresta. Nas áreas comuns fica a piscina com vista para o Rio Negro e o arquipélago, o redário, o flutuante com deck, o mirante com 13 m de altura para ver a floresta de cima e uma loja de artesanato local.

Apesar de suas vistas imperdíveis, a maior vedete do empreendimento fica a cargo dos passeios que faz pela região, como a contemplação do nascer do sol do arquipélago, a visita aos dóceis botos cor-de-rosa e a canoagem pelos igapós e igarapés, além da focagem noturna de jacarés, da pescaria de piranhas, das trilhas na mata e da visita aos ateliês em Novo Airão. Informações: (92) 3622-8996,  www.anavilhanaslodge.com.

~ por Fabíola Musarra em Agosto 14, 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: