SUDESTE ASIÁTICO, PORTUGAL, PICO DA BANDEIRA: O FASCINANTE MUNDO DAS VIAGENS

Abre da colunaColuna sobre viagens, assinada pela jornalista Fabíola Musarra. A cada 15 dias, ela traz as novidades do setor, mostra roteiros e dá dicas sobre turismo. A ideia é facilitar ainda mais sua vida, dando a nossa contribuição para que você faça as viagens de seus sonhos, sem transtornos e com excelentes recordações. Boa leitura!

Baia de Halong, em Hanoi, VietnãBaia de Halong, em Hanoi, Vietnã.

Vietnã, Camboja e Tailândia
Se até há pouco tempo viajar para o Vietnã, o Camboja e a Tailândia era uma missão quase impossível para nós do mundo ocidental, hoje, com as incontáveis vantagens financeiras, isso já não acontece mais. Entre as muitas agências e operadoras de turismo que oferecem a viagem aos três países, a Destine disponibiliza um pacote bem legal de 17 dias. Com saída marcada para o dia 20 de outubro, o roteiro se propõe a percorrer idílicas paisagens, templos e museus milenares.
A viagem começa por Hanói, a capital do Vietnã, onde estão previstos passeios ao bairro antigo e às suas tradicionais casas, aos modernos edifícios e às sofisticadas lojas de grife, além de uma visita à prisão de Hoa Lo, usada para manter mais de dois mil presos políticos.

Bairro antigo, região central de Hanoi, VietnãBairro antigo, região central de Hanoi, Vietnã.

Depois, de Hanói para Halong Bay, acontece um embarque em um tradicional navio para um cruzeiro pelo Golfo de Tonkin, com almoço especial de frutos do mar a bordo. No dia seguinte, ainda a bordo, relaxamento com tai chi ao nascer do sol é uma forma de entrar um pouco mais na cultural local.

Figuras da mitologia budista em Banteay Srei, no CambojaFiguras da mitologia budista em Banteay Srei, no Camboja.

No sexto dia de viagem, é a chegada ao Camboja. Em um tuk-tuk, o típico transporte motorizado do país, a viagem prossegue até Angkor Wat, uma antiga cidade murada, com um fosso do século 12, enormes portões e templos. O passeio nos demais dias segue para Siem Reap, com visita ao templo do século 10, Banteay Srei, dedicado a Shiva.

Templos de Angkor Vat, CambojaTemplos de Angkor Vat, Camboja.

Depois do Camboja, é a vez da Tailândia, com a ida até a segunda maior cidade do país, Chiang Mai, onde fica o templo sagrado Wat Doi Suthep Phrathat, erguido em 1383, a 3.500 m acima do nível do mar. Para chegar ao cume a pé, é preciso percorrer o trajeto que simboliza a caminhada da Terra ao nirvana. Todos os anos milhares de peregrinos budistas visitam o templo.
No segundo dia na Tailândia, uma experiência única: observar o treinamento de elefantes na floresta (são adestrados para trabalhar para os humanos). Ali, quem desejar, pode fazer um passeio pela selva montado em um dos elefantes treinados.

Templos de Wat Doi Suthep Phrathat, na Tailândia
Templos de Wat Doi Suthep Phrathat, na Tailândia.

Antes da chegada a Bangkok, acontece uma parada em Chieng Rai, com direito a um passeio de jangada de bambu pelo Rio MaeTaeng. Em Bangkok, há ainda um tour pelos principais destaques da cidade, como o Grand Palace, a residência da dinastia Chakri, e o Wat Phra Chetuphon, templo que abriga a gigantesca imagem do Buda Esmeralda, com 46 m de comprimento.

Cúpulas de templo em Wat Doi Suthep Phrathat, Tailândia
Cúpulas de templo em Wat Doi Suthep Phrathat, Tailândia.

Para os amantes da gastronomia, um dos pontos altos da passagem por Bangkok é a visita ao Mercado Maeklong, com a chance de também conhecer o mercado flutuante, com seus barcos de frutas, alimentos e outros itens. A programação inclui ainda um passeio até às ilhas Phi Phi, com possibilidade de visitar a Caverna Viking, mergulhar na lagoa Pileh e praticar snorkeling em Hin Klang, um grande recife de corais.

O Mercado Maeklong, em Bagcoc, Tailândia
O Mercado Maeklong, em Bagcoc, Tailândia.

Os lugares para essa viagem são limitados. Por isso, se você se interessou, não perca tempo e se garanta! Neste pacote estão inclusos as passagens aéreas de ida e volta, os voos internos, a hospedagem em hotéis quatro estrelas com café da manhã, uma noite de cruzeiro, um guia em espanhol, os traslados e o seguro viagem.
O preço por pessoa em apartamento duplo custa a partir de US$ 5.985. Informações e reservas nas principais agências de viagem ou diretamente na Destine Operadora de Turismo, pelo site http://www.destine.com.br, tel. (12) 3911 5545.

Panoramica noturna de Londres, a partir da Victoria TowerPanoramica noturna de Londres, a partir da Victoria Tower.

Navegar pela Grã Bretanha
O Reino Unido tem quase cinco mil quilômetros de canais e rios tranquilos. E navegar por eles é uma excelente opção para quem quer fugir dos roteiros tradicionais e pretende explorar com calma as cidades da Inglaterra, da Escócia e do País de Gales. Se você gosta e está capacitado a pilotar um barco, a inglesa Drifters Holidays tem diferentes opções de passeios náuticos aos três países. Credenciada pelos órgãos competentes britânicos, a empresa aluga pequenas embarcações para viagens que podem durar mais ou menos dias, dependendo da necessidade de cada um.

O Regent's Canal, em LondresO Regent’s Canal, em Londres, na Inglaterra.

Antes de sair pelos pilotando pela Grã Bretanha, porém, é necessário se associar à empresa. Mas, só para dar água na boca aos navegantes que não são de primeira viagem, vão alguns roteiros: na Inglaterra, por exemplo, pode-se alugar um barco e atravessar o centro de Londres pelos canais Grand Union e Regent’s até chegar às docas da bacia de Limehouse. O trajeto passa por pontos turísticos, como Little Venice, Regent’s Park, London Zoo, Camden Lock, King’s Cross e Victoria Park. Há vários locais seguros para atracar e de acesso fácil às principais atrações londrinas, como museus, lojas, pubs e restaurantes. O preço do aluguel de um barco com cinco camas por um período curto custa a partir de £ 546. Já o aluguel semanal sai a partir de £ 840.

Canal Llangollen, InglaterraCanal Llangollen, na Inglaterra.

Também é possível alugar um barco e sair navegando pelos canais das planícies escocesas, indo até o emblemático Falkirk Wheel, o primeiro e único elevador de barcos rotativo na região central da Escócia. Depois, o barco pode seguir até o Union Canal, chegando a Edimburgo em um dia e meio de viagem. Ali, os ancoradouros ficam em Edinburgh Quay, a cinco minutos de caminhada do agitado porto comercial de Princes Street, com acesso fácil às atrações da cidade. Preços de aluguel a partir de £ 825 por um período curto e £ 1255, por semana.

Portobello Road, LondresPortobello Road, Londres, Inglaterra.

Já no norte do País de Gales, pode-se navegar até o aqueduto Pontcysyllte, no canal Llangollen. Patrimônio da Humanidade, o aqueduto fica 38 m acima do vale do Rio Dee e o passeio até lá pode incluir stops nas cidades de Llangollen e Ellesmere, nos lagos Ellesmere (também conhecidos como Shropshire Lake District) e em Chirk, com seu castelo de 900 anos. Preços de aluguel a partir de £ 465 por um período curto em barco para quatro pessoas. O aluguel semanal sai a partir de £ 660.

Ficou com vontade de fazer esses passeios? Pois, eles são apenas alguns dos exemplos das diversas opções de trajetos náuticos disponibilizados pela empresa britânica. Dê uma olhada no site http://www.drifters.co.uk, planeje o seu roteiro no Reino Unido e siga seu curso. Boa viagem!

Esplanada do Monumento a George Washington, na capital norte-americanaEsplanada do Monumento a George Washington, na capital norte-americana.

Reabertura do Monumento a Washington
Depois de 32 meses em reforma e mais de US$ 15 milhões investidos, o Monumento a Washington, localizado na região da capital dos Estados Unidos, foi reaberta ao público no dia 12 de maio. O monumento de aproximadamente 170 metros de altura foi fechado em agosto de 2011 após um terremoto que abalou a sua estrutura desde a base até o topo. Localizado no centro do National Mall, entre o Capitólio e o Memorial de Lincoln, a construção é uma homenagem a George Washington, primeiro presidente da nação norte-americana.

O obelisco é feito de mármore, granito e gnaisse e é a mais alta estrutura feita de pedra. Segundo o Serviço de Parque Nacional, o monumento recebe, em média, 800 mil visitantes por ano. Durante a visita, os turistas sobem a 152 m de altura em um elevador, desfrutando da memorável paisagem da capital americana. No topo do obelisco há uma exposição com imagens históricas, que contrastam com a vista moderna da cidade.

O ingresso ao monumento é gratuito e obrigatório para visitantes acima de dois anos. Diariamente, eles são comercializados após as 8h30, sempre pela ordem de chegada na 15th Street, entre as avenidas Constitution e Independence. A reserva dos ingressos também pode ser feita no site http://www.recreation.gov mediante o pagamento da taxa de US$ 1,50 por pessoa. O horário de visitação é das 9 às 17 horas, com horário estendido até às 22 horas durante o verão. O passeio ao obelisco é acessível a todos e cadeiras de rodas estão disponíveis para empréstimo.

A Praça Bolívar, coração de Bogotá, ColômbiaA Praça Bolívar, coração de Bogotá, Colômbia.

Bogotá, Cartagena e San Andres
Todos que já visitaram afirmam que a Colômbia é linda. Pois, é deslumbrante mesmo. Com gente alegre e simpática, o país é tudo de bom, Se você ainda não conhece, mas tem vontade de conhecer, talvez este pacote da Abreutur te interesse: em dez dias e nove noites, ele te possibilitará visitar as cidades de Bogotá, Cartagena e San Andres.
A viagem começa após o desembarque no aeroporto Internacional El Dorado, em Bogotá, de onde é feito o traslado ao hotel. Onde você passará a noite. Depois de descansar, logo cedo, acontece um passeio panorâmico pelo centro histórico da capital. Durante o trajeto, você vai conhecer o Teatro Colón, o Palácio de San Carlos, (onde agora funciona o Ministério das Relações Exteriores), a Plaza de Bolívar, a Catedral, o Capitólio e Prefeitura Maior.

Cartagena, cidade histórica da ColômbiaCartagena, a linda cidade histórica da Colômbia.

Se você gosta de arte, este tour vai te dar um presente inesquecível: depois de ter conhecido a antiga Bogotá, você vai visitar a Exposição Botero, localizada no quarteirão do Banco Central ao lado da Casa da Moeda. Como as obras de Botero dispensam palavras, programe direitinho sua viagem, pois segunda e terça-feira o espaço onde está a exposição está fechado.

Praia da Ilha do Rosário, Cartagena, Colômbia
Praia da Ilha do Rosário, Cartagena, Colômbia.

No terceiro dia de viagem, o dia é livre para você curtir Bogotá como preferir, mas vai uma dica: compre um pacote opcional, levante cedo e vá conhecer a Catedral de Sal de Zipaquirá, uma intrigante obra da engenharia colombiana, com uma profundidade de 180 m. Para construir a “igreja” foi necessário extrair 250 mil toneladas de sal-gema e, ainda hoje, essa mina é a maior reserva de sal do mundo.
O passeio de quatro horas começa na zona norte da cidade e passa pelas zonas rurais e urbanas da Sabana de Bogotá. Saindo da catedral, você embarca em um tour panorâmico pela cidade de Zipaquirá. Depois, retorna ao hotel para descansar. E é bom seguir esse conselho mesmo, pois na manhã seguinte, logo cedo, você tem um traslado para o aeroporto para pegar um voo para Cartagena, onde ficará nos próximos dias. Chegando lá, traslado do aeroporto ao hotel.

Catedral do Sal, Zipaquirá, ColômbiaA Catedral do Sal, em Zipaquirá, na Colômbia.

Impossível acordar de mau humor no seu quinto dia de viagem. Afinal, não é todo dia que se amanhece em umas cidades consideradas como uma das mais bonitas do planeta. Em Cartagena, após o café da manhã, você fará um passeio panorâmico pelos principais bairros da cidade: Bocagrande, Castillogrande e Manga, com uma pausa para uma pequena caminhada pelo setor amuralhado, apreciando suas lindas praças e ruas estreitas. Também faz parte da programação uma visita ao Castelo do San Felipe e Ascenso ao Cerro de la Popa. onde se visita o convento. Regresso ao hotel.
Agora que você já teve uma “pincelada” sobre Cartagena, levante cedo e aproveite que tem o dia livre e vá rever os lugares que mais gostou. Outra opção é embarcar em uma lancha para um opcional de uma hora de duração às Ilhas do Rosário, no parque nacional de mesmo nome, visitando as ilhas que formam o arquipélago. Em uma delas, há uma pausa para você desfrutar do mar e depois participar de um almoço típico. À tarde, retorno em lancha a Cartagena. Hospedagem.

san andres islandUma das paradisíacas praias de San Andres, na Colômbia.

No dia seguinte, é a hora de conhecer San Andres Island. Assim, logo cedo, você parte para o aeroporto para pegar o voo com destino à paradisíaca ilha. Após sua chegada ao aeroporto Internacional Gustavo Rojas Pinilla, traslado ao hotel onde ficará em seus últimos dias de viagem.
Pela manhã, você participa de um passeio panorâmico. Ele começa pela zona do centro. Depois, segue pela rodovia circunvalar e percorre a baia, as praias de San Luís e o West View. O ponto alto do tour, contudo, é o stop no Hoyo Soplador para observar esse indescritível fenômeno natural, que é formado por diversos túneis que começam nos arrecifes e terminam em um só buraco a vários metros do mar. Regresso ao hotel e pernoite.

johnny cay san andrés colômbiaJohnny Cay, San Andrés, Colômbia.

Logo cedo, o dia é inteirinho livre para você aproveitar San Andrés de seu jeito. Se preferir, pode fazer um opcional de cinco horas, saindo em uma pequenas embarcação rumo aos Ilhotes do Aquário e a Johnny Cay, um paraíso repleto de palmeiras e praias de areia branquinhas. Mais tarde, visita ao aquário natural e Haynes Cay, duas pequeninas ilhas unidas por uma barreira coralínea. Almoço e tempo livre para desfrutar as praias. Retorno a San Andrés e traslado do porto ao hotel.
Último dia de viagem, infelizmente é a hora de ir para o aeroporto e voltar para o Brasil. Neste circuito estão inclusos os traslados aeroporto/hotel/aeroporto em Bogotá, Cartagena e San Andres, nove noites de hospedagem com café da manhã (três noites em Bogotá, três em Cartagena e três em San Andres), visitas à cidade de Bogotá com entrada na exposição Botero e à cidade de Cartagena e tour à ilha de San Andres.
O pacote custa a partir de US$ 1.303 por pessoa em apartamento duplo. Atenção: as passagens aéreas não fazem parte deste preço. Informações: Abreutur, site: http://www.abreutur.com.br, tels. (11) 3702-1840 e (11) 3702-1840.

Trekking no Pico da Bandeira
O amanhecer no Pico da Bandeira
Gosta de aventura? O que acha de aproveitar o feriado de Corpus Christi para fazer um trekking no Pico da Bandeira, o terceiro mais alto do Brasil, com 2.892 m de altitude. Ele fica no interior do Parque Nacional do Caparaó, na divisa dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, em plena Serra da Mantiqueira. O parque abriga nascentes, riachos, cachoeiras, lagos e piscinas naturais com águas puras e cristalinas, além de preservar várias espécies endêmicas.
Gostou da ideia? A Trilhas e Trilhas está oferecendo um pacote de cinco dias de pura adrenalina para o Pico da Bandeira. A viagem começa no dia 18 de junho, às 20h30, no Metrô Ana Rosa (em frente às Edições Paulinas), com a saída do ônibus rumo ao Alto do Caparaó (MG), num percurso de 760 km. Durante a viagem, acontece uma parada para o café da manhã.
A chegada na cidade está prevista para as 8 horas. Check-in na Pousada Montanhas do Sol (www.pousadamontanhasdosol.com.br), localizada com a melhor vista para a Face de Cristo, uma interessante formação geológica do Parque Nacional Caparaó. Após o almoço, saída para conhecer o Vale Verde, formado pelo Rio Caparaó. Situado numa das áreas mais baixas do Parque Nacional, com aproximadamente 1.200 m de altitude, possui diversas cachoeiras com piscinas naturais, ideais para um banho revigorante. Retorno à pousada, jantar e noite livre.
Na manhã do terceiro dia de viagem, visita às Cachoeiras das Andorinhas, localizadas no entorno do Parque. A seguir, acontece uma caminhada e a travessia do Rio José Pedro, divisor natural entre Minas Gerais e Espírito Santo, com várias piscinas naturais de águas transparentes, ideiais para deliciosos banhos e mergulhos. Retorno para almoço (não incluso) e tarde livre para descanso na pousada.
Às 20 horas, após o jantar, saída rumo ao Pico da Bandeira, indo de jipe até a Tronqueira, um platô localizado a 1.970 m de altitude, último ponto que permite o acesso por veículo. A partir daí, caminhada de nove quilômetros com paradas para descanso até atingir o topo.

Pico da BandeiraA paisagem que se desfruta a partir do Pico da Bandeira é deslumbrante.

Por volta das 5 horas, na chegada ao cume, acontece um stop para assistir ao deslumbrante nascer do sol atrás das montanhas e saborear o café da manhã. Em seguida, início da descida para conhecer a Cachoeira Bonita, com 80 m de altura, onde há uma pausa para um relaxante banho. Após o lanche de trilha, descida em direção ao centro da cidade, onde lojas comercializam o artesanato local.
Retorno à pousada, jantar e noite livre. Após café da manhã, check-out e retorno para São Paulo, com uma parada para almoço (não incluso). Chegada prevista para as 21 horas. No pacote estão inclusos o transporte em veículo fretado, um lanche de trilha e um almoço, um guia especializado em ecoturismo, o seguro para atividade de ecoturismo e a hospedagem com três cafés da manhã.
Não fazem parte do preço do roteiro as taxas de entradas no Parque Nacional e nos atrativos, os jantares e as bebidas. Custa R$ 1.240 por pessoa em apartamento duplo ou triplo. O pagamento pode ser feito à vista ou parcelado em quatro vezes, sem juros (com cheques pré-datados). Informações: Trilhas & Trilhas, tels. (11) 5579-7076 e (11) 98202-9311, site: http://www.trilhasetrilhas.com.br, e-mail: trilhasetrilhas@gmail.com.

A hora e a vez de Natal

Saguão do novo Aeroporto de NatalSaguão do novo Aeroporto de Natal, o melhor do Brasil.
No final do ano passado, uma pesquisa realizada pela Secretaria da Aviação Civil (Anac) com passageiros, elegeu, entre os 15 principais do país, os melhores e os piores aeroportos brasileiros. Na ocasião, o de Viracopos, em Campinas (SP), foi considerado o melhor e o de Cuiabá, o pior. Este ano, a sondagem voltou a ser feita, entre os meses de janeiro e março, quando foram consultadas 18.062 pessoas.
Os entrevistados avaliaram 41 itens, desde o meio de transporte usado para chegar aos terminais até o atendimento da imigração e aduana. Na nova pesquisa os passageiros elegeram o aeroporto de Natal como o melhor do Brasil (no estudo anterior ocupava o quarto lugar). Já Campinas, que era o primeiro, despencou para a nona colocação. Por sua vez, Cuiabá continuou ocupando o último lugar no ranking.
Quanto aos quesitos avaliados, a melhor nota foi em relação à cordialidade dos funcionários no check-in. A nota média foi 4,29. O item pior avaliado foi o valor da alimentação: nota 2,16. Congonhas recebeu a pior nota em relação ao preço da comida: 1,22. Nos aeroportos onde há lanchonete popular, a satisfação do passageiro tem melhorado. Em Curitiba, por exemplo, em um ano, a avaliação desse quesito aumentou 32%.
A pesquisa apresenta outras informações, como o tipo de transporte usado para chegar ao aeroporto. Cerca de 70% dos passageiros usam táxi, enquanto 13% chegam de ônibus. Já os demais utilizam outros meios, como metrô e trens. Quanto ao motivo da viagem, 61% estavam a lazer, 32% a negócios e 4% por outros motivos. Para conhecer a íntegra da pesquisa, basta acessar o site http://www.aviacaocivil.gov.br/estudos-e-estatisticas/relatorio-do-1o-trimestre-de-2014.

Para os fãs da adrenalina

Até o dia 18 de maio, o viajante que curte emoções fortes e muita adrenalina tem a possibilidade de conhecer as novidades sobre o mundo dos esportes de aventura na Adventure Sports Fair, o mais importante evento da América Latina direcionado aos esportes e ao turismo de aventura. Realizada no Pavilhão da Bienal do Ibirapuera (SP), a feira este ano reúne expositores de 27 Estados brasileiros e dos principais destinos da América Latina

SlacklineSlackline, um dos esportes que pode ser praticado na feira.

Além de ser uma a oportunidade para conhecer em primeira mão as opções de itinerários de viagem de aventura e ecoturismo e também de testar os lançamentos em produtos, equipamentos e vestuário direcionados ao setor, o visitante tem ainda à sua disposição uma área de interação onde pode experimentar diferentes modalidades, como snowboard, mergulho, arvorismo, escalada, caiaque, stand up paddle, ciclismo e test-drive em carros off road.
Paralelamente à exposição, acontecem palestras e oficinas para quem busca especialização e para quem apenas deseja aprender mais sobre o mundo da aventura. Ingressos custam R$ 20 e são gratuitos para crianças de até 10 anos e adultos com mais de 65 anos. A Bienal Ibirapuera fica na Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, capital. Informações: Adventure Sports Fair, site http://www.adventurefair.com.br

Anúncios

~ por Fabíola Musarra em Maio 17, 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: