Barra Bonita – Nas águas do Canal do Panamá brasileiro

A cidade de Barra Bonita, no interior paulista, tem no Rio Tietê o seu principal cartão-postal. Suas águas limpas e navegáveis conduzem embarcações à eclusa, uma incrível obra da engenharia nacional. A experiência é única e remete a memória ao Canal do Panamá. De menor porte do que a do país vizinho da América Central, a construção brasileira nem por isso é menos importante.

Por Fabíola Musarra

Barra Bonita10São Paulo é um Estado único: ao mesmo tempo em que a sua capital é uma megametrópole que nunca para e oferece tudo o tempo todo, também possui exuberantes praias banhadas pelo Oceano Atlântico, moderníssimos polos industriais e cidades históricas que testemunharam a chegada dos jesuítas e, mais tarde, a dos bandeirantes nos tempos da colonização do Brasil – diversos municípios paulistas surgiram nessa época. Barra Bonita é um deles. Situado no centro-oeste e distante 280 quilômetros da capital paulista, o então povoado fundado em 1883, graças à facilidade de navegação do Rio Tietê, recebeu um grande fluxo de bandeirantes ávidos por conquistar (e expandir) o território brasileiro.

No mosaico de fotos, aspectos da beleza de Barra Bonita e região

No mosaico de fotos, aspectos da beleza da cidade paulista de Barra Bonita e região.

Passados 130 anos desde a sua fundação, o rio paulista ainda agora é de extrema importância para Barra Bonita, atraindo centenas de turistas todos os finais de semana. Vindos de diferentes lugares, eles chegam à cidade para deslizar sob as águas de um rio que tem uma trajetória diferente: enquanto a maioria deles nasce no interior e desemboca no mar, o Tietê tem sua nascente em Salesópolis (SP), no alto da Serra do Mar, e percorre um difícil e tortuoso trajeto em direção ao oeste paulista até desaguar no Rio Paraná, do qual é um dos principais afluentes.

Uma das comportas principais da eclusa de Barra Bonita, no rio Tietê

A embarcação aguarda as comportas da eclusa de Barra Bonita, no Rio Tietê, se fecharem para a entrada da água.

Elevador de águas

Em Barra Bonita, o Tietê é despoluído. Suas águas navegáveis possibilitam a prática de esportes náuticos, como a pesca e a canoagem. Os passeios de barco são, sem dúvida, o ponto alto deste município de aproximadamente 35 mil habitantes. Com capacidade para até 700 passageiros, as embarcações partem da orla do centro da cidade e seguem pelo rio em direção à usina hidroelétrica, construída na década de 1960. A viagem é memorável e faz qualquer um se lembrar do Canal do Panamá, uma monumental obra construída pela engenharia hidráulica para transpor os desníveis das águas e interligar o Oceano Pacífico ao Atlântico. Aqui, também para chegar à hidrelétrica é preciso transpor o desnível das barragens, o que obriga os navios a passarem por um canal de eclusagem.

Primeira a operar na América do Sul, a eclusa de Barra Bonita funciona como se fosse um grande elevador de águas, subindo e descendo as embarcações. Ao entrar no canal de eclusagem, os navios são amarrados a boias. Em seguida, duas comportas se fecham. Por baixo da eclusa, a água da parte mais elevada da barragem (está a 26 m de altura) entra por um processo natural de gravidade, enchendo gradativamente o canal. Em 12 minutos, após 50 milhões de litros de água ali serem despejados, o nível das águas se iguala, uma das comportas é aberta e as embarcações partem pelo Rio Tietê.

Nos fins de semana, turistas lotam os barcos de passeio que visitam a eclusa de Barra Bonita

Nos fins de semana, centenas de turistas lotam os barcos de passeio que visitam a eclusa de Barra Bonita.

O preço desse fantástico passeio depende do percurso e do tipo da embarcação escolhida – algumas delas oferecem refeições a bordo. Independentemente da opção, o pacote inclui obrigatoriamente a beleza natural das praias fluviais de águas limpinhas situadas às margens do Tietê, os exóticos e coloridos pássaros que sobrevoam a região e as paisagens repletas de diferentes tonalidades de verde.

Diversão e preservação

De volta à terra firme, outras várias boas surpresas aguardam os turistas. Na mesma avenida onde acontece o desembarque das embarcações, uma feira de artesanato é realizada todos os fins de semana e feriados. Entre os mimos e presentinhos que ali podem ser adquiridos, destaque para as peças em cerâmica – Barra Bonita também é famosa pelas cerâmicas que produz e tem vários pontos de vendas desse tipo de artesanato.

Também é da orla náutica que saem o bonde (www.bondebarrabonita.com.br) e o trenzinho Simpatia (www.trenzinhosimpatia.com.br), que percorrem os principais pontos turísticos da cidade, contagiando com seu bom astral as crianças de todas as idades. Ainda à margem do Rio Tietê fica a Praça Waldemar Lopes Ferraz, onde funciona um teleférico, uma pista de kart e a Mini-Cidade da Criança. Esta última abriga miniaturas da Igreja Matriz São José, da Casa do Artesão e de um castelo medieval, além de um parque infantil com balanços, escorregadores e outros brinquedos. Na lagoa da praça é possível andar de pedalinho.

O resort Atlantis, em Barra Bonita, visto do alto

O complexo Atlantis do Hotel Estância Barra Bonita, visto do alto.

Outras atrações da cidade que merecem ser conhecidas são o Memorial do Rio Tietê e a Ponte Campos Salles. Idealizado pela ONG Mãe Natureza, o primeiro é um espaço multicultural que disponibiliza um rico acervo bibliográfico e imagens sobre o Rio Tietê. É integrado por biblioteca, videoteca e uma exposição que reúne amostras da qualidade da água e de peixes nobres do rio, réplicas de barcos que navegaram pelo Rio Tietê e de comboios que ainda hoje transitam pela Hidrovia Tietê-Paraná, entre outras curiosidades.

Piscinas do resort Atlantis, em Barra Bonita

Uma das piscinas do Atlantis, o complexo aquático do resort Barra Bonita, que é ainda integrado por ofurôs, saunas e muito mais.

Já a Ponte Campos Salles faz parte do patrimônio de Barra Bonita. Inaugurada em 1915, é uma das poucas pontes pênseis existentes no interior paulista. Encomendada pelo então presidente da República, Campos Salles, foi projetada na Alemanha e erguida aqui. Era usada para dar passagem aos navios movidos a vapor que transitavam no Tietê e hoje é um de seus preciosos tesouros. Com boa infraestrutura de serviços, restaurantes e hotéis, a cidade tem essas e muitas outras histórias e curiosidades para mostrar. Para desvendar todos os seus encantos, basta apenas estar de bem com a vida.

Represa e, à direita, uma das eclusas de Barra Bonita

Represa, à direita, e uma das eclusas de Barra Bonita, situada no centro-oeste do interior do Estado de São Paulo.

A Hidrovia do Mercosul

O Rio Tietê é de extrema importância para a economia do País e do Estado de São Paulo, contribuindo com a geração de energia elétrica, fertilização do solo e o transporte comercial de inúmeros produtos. Ele integra a Hidrovia Tietê-Paraná, também conhecida como Hidrovia do Mercosul, que atualmente tem 2.400 quilômetros de vias navegáveis de Piracicaba e Conchas (ambos em São Paulo) até Goiás e Minas Gerais (ao norte) e Mato Grosso do Sul, Paraná e Paraguai (ao sul), integrando ainda quatro países do Cone Sul – Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Em seu trecho paulista, a Hidrovia Tietê-Paraná possui 800 quilômetros de vias navegáveis, dez reservatórios, dez barragens, 23 pontes, 19 estaleiros e 30 terminais intermodais de cargas.

Serviço

Onde ficar

Fachada da bela pousada e resort Barra Bonita

Vista parcial do Hotel Estância Barra Bonita, um empreendimento que ocupa 450 mil metros quadrados às margens do Rio Tietê.

 Hotel Estância Barra Bonita – Foi inaugurado em 1976 para acolher os trabalhadores da barragem e hidrelétrica de Barra Bonita, mas hoje está capacitado para atender hóspedes a lazer e para sediar eventos de todos os portes, desde formaturas e casamentos até lançamentos de novos modelos de carros e exposições ao ar livre. Pelas alamedas de seus 450 mil metros quadrados espalham-se 171 chalés equipados com ar condicionado, frigobar, cofre, tevê a cabo e telefone, quadras poliesportivas e uma pequena fazenda povoada por bodes, cabras, patos, coelhos e cavalos, onde à tarde pode-se tomar um saboroso café feito no fogão a lenha. Seu Parque Aquático Atlantis tem 11 piscinas aquecidas, sauna e ofurôs. Fica na Rua João da Silva Nogueira, 2.700, tel. (14) 3604-1400, site: http://www.barrabonita.com.br.

Entrada da pousada e resort Barra Bonita

Área de lazer do Hotel Estância, onde os hóspedes à noite conversam, tocam violão e admiram a caprichada paisagem.

Passeios pelo Rio Tietê – Nos finais de semana, três empresas oferecem passeios pelo Rio Tietê com direito a passagem na eclusa: Navegação Fluvial Médio Tietê, tel. (14) 3641-2422; Primar, tel. 3641-3992, site: http://www.primarnavegacao.com.br; e Navegação Novo Oriente – tel. (14) 3642-1588, site: http://www.xumbury.com.br.

Memorial do Rio Tietê – Av. Pedro Ometto nº 425, piso superior do Barra Shopping, tel. (14) 3641-3425, site http://www.maenatureza.org.br.

*A jornalista Fabíola Musarra visitou Barra Bonita a convite da Assimptur – Assessoria de Imprensa.

Anúncios

~ por Fabíola Musarra em Janeiro 10, 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: