Tesouros do Cerrado

A exótica beleza da Serra da Canastra, com suas indescritíveis cachoeiras, seus rios, sua fauna e sua flora, inspirou este lançamento

Por Fabíola Musarra
 

Pedro Dias / Ag.Istoé

Serra da Canastra
Lester Scalon, Ed. Empresa das Artes, 240 págs., R$ 130.

Você conhece a Serra da Canastra, lá nas Gerais? Não, pois então esse livro é uma oportunidade de conhecer um “tiquim” desse paraíso que se espalha pelos municípios mineiros de Capitólio, Sacramento, Delfinópolis, São João Batista do Glória, Vargem Bonita, São Roque de Minas e Piumhi. A Serra da Canastra abriga um parque nacional. Com mais de 71 mil hectares, ele é o berço do Rio São Francisco. Situado no divisor de águas entre as bacias hidrográficas dos rios Paraná e São Francisco, o lugar foi criado em 1972 para proteger as inúmeras nascentes existentes em seu interior e sua fauna e flora.

A extensa área é hábitat de espécies, como o pato-mergulhão, a onça-parda e o urubu-rei. Ali também vivem o tamanduá-bandeira, o lobo-guará e o tatu-canastra, todos ameaçados de extinção.

Com altitudes que variam entre 900 e 1.460 metros, o parque tem vegetação típica do Cerrado, com pontos de Mata Atlântica. Nessa vastidão de terra convivem várias espécies de flora – são mais de 1.200 plantas, algumas endêmicas e que só brotam ali. Nada mais natural que a Serra da Canastra, com suas inúmeras paisagens repletas de cachoeiras, trilhas, lagos e exóticos animais selvagens, tenha inspirado o fotógrafo Lester Scalon.

Por muito tempo, o profissional percorreu o extenso território mineiro, à espreita sempre do melhor momento, luz, posicionamento e clique para obter as imagens. O resultado de seu trabalho agora pode ser conhecido nessa caprichada edição bilíngue (português-inglês), produzida pela Empresa das Artes. Entre seus tesouros, fotos da nascente histórica do Velho Chico, cachoeiras, insetos, borboletas, onças, gatos selvagens, lobos-guará, cobras… Enfim, inúmeros “moradores” que habitam (e enfeitam) aqueles solos. O livro é um passeio pelo Cerrado, documentado pelas imagens captadas com muita sensibilidade pelas lentes de Lester.

~ por Fabíola Musarra em Agosto 12, 2010.

2 Respostas to “Tesouros do Cerrado”

  1. muito boa a sua materia parabens

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: